Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Cotidiano

Editoria sobre Cotidiano ir para editoria →

Gafe

Apresentadora se confunde e anuncia a morte do escritor William Shakespeare

“Bill” Shakespeare foi confundido com seu homônimo, o escritor, poeta e dramaturgo inglês que nasceu em 1564 e morreu em 1616, aos 52 anos.

A apresentadora Noelia Novillo, do Canal 26 na TV argentina, cometeu uma gafe ao anunciar a morte de de William Shakespeare cinco meses após ele ser o primeiro homem vacinado contra a Covid-19 no Reino Unido. (Foto: Reprodução)

Por

A apresentadora Noelia Novillo, do Canal 26 na TV argentina, cometeu uma gafe na quinta-feira (27) ao anunciar a morte de William Shakespeare cinco meses após ele ser o primeiro homem vacinado contra a Covid-19 no Reino Unido.

“Bill” Shakespeare foi confundido com seu homônimo, o escritor, poeta e dramaturgo inglês que nasceu em 1564 e morreu em 1616, aos 52 anos, autor de peças clássicas como “Romeu e Julieta” e “Hamlet”.

“Trazemos notícias que nos deixam de boca aberta, dada a grandeza deste homem. Estamos falando de William Shakespeare e de seu falecimento”, começa a apresentadora. “Vamos contar o motivo, vamos contar o porquê. O certo é, como sabemos, um dos escritores mais importantes, para mim a maior referência da língua inglesa”, diz Noelia.

William “Bill” Shakespeare, o homem vacinado contra a Covid-19, morreu aos 81 anos após sofrer um AVC, sem qualquer relação com a vacina ou com a Covid. Já o autor, maior nome da dramaturgia e da literatura em língua inglesa, morreu em circunstâncias misteriosas, no mesmo dia de seu aniversário, 12 de abril.

Especula-se que Shakespeare (o autor) tenha morrido após uma forte febre agravada por uma bebedeira, mas não há qualquer comprovação. Também cogita-se a hipótese de que ele tenha morrido vítima de um tumor em um dos olhos, de acordo com estudos feitos por cientistas alemães que compararam uma máscara de Shakespeare com um busto feito dele, em que ambos apontariam a existência do tumor.

A única certeza que se tem é que nem “Bill” Shakespeare nem William, o dramaturgo, morreram vítimas de Covid. Este último, por sinal, faleceu mais de 400 anos antes da pandemia de coronavírus.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Ciro Gomes diz que participa de construção ampla com Alckmin, Datena e Kassab em São Paulo

Repórter parabeniza GloboNews e é demitido no mesmo dia

Brigitte Bardot é multada por insultos racistas

Alexandre Frota revela em entrevista que namorou Marisa Monte: "ninguém sabia"