Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Cultura

Editoria sobre Cultura ir para editoria →

Em Lisboa

Anitta diz que Amazônia é 'grande terra de ninguém' e comenta polêmica com shows de prefeitura

Cantora afirmou que vai lançar produto após polêmica com tatuagem íntima: 'Eu aproveitei isso para ganhar dinheiro'.

Anitta (Foto: Reprodução)

Por

Anitta falou sobre a Amazônia antes de cantar no Rock in Rio Lisboa neste domingo (26). A cantora participou de coletiva de imprensa e foi perguntada sobre a importância de tratar temas políticos nas redes sociais.

"A Amazônia é uma grande terra de ninguém, uma grande bagunça. Lá acontece de tudo, ninguém vê nada", afirmou a cantora.

O comentário vem dez dias depois dos corpos do indigenista Bruno Pereira e do jornalista Dom Phillips serem encontrados na região do Vale do Javari, no Amazonas. A motivação do crime ainda é incerta, mas a polícia apura se há relação com a atividade de pesca ilegal na região.

"É uma coisa que precisa de atenção e realmente quem se expõe para falar acaba morto, acaba com a família torturada, acaba tomando um 'cala boca' de algum jeito."

"É o grande tesouro do nosso país, e as pessoas tratam como um grande nada, é isso é inaceitável".

"CPI dos Sertanejos"

A cantora também foi questionada sobre o que achou da sua tatuagem íntima desencadear investigações de desvio de dinheiro público.

"Eu fiquei passada. Detesto esse negócio de briga entre ritmos, briga entre artistas. Para mim, a música tem que unir as pessoas não tem que desunir", disse a artista.

Em maio, o cantor sertanejo Zé Neto, da dupla com Cristiano, fez um discurso criticando a cantora e atacando o uso da Lei Rouanet. Em meio às críticas, foi levantado que a dupla recebia cachês pagos com dinheiro de prefeituras.

Nas redes sociais, o tema ganhou a hashtag #CPIdoSertanejo - não existe uma CPI de verdade, mas o assunto continuou repercutindo todos os dias. Os contratos deles e de outros artistas, como Gusttavo Lima, entraram na mira de Ministérios Públicos.

"Só que eu aproveitei isso para fazer dinheiro, então, da minha tatuagem eu só vou falar quando for lançar um produtinho no mês que vem, que aí eu vou usar isso par ganhar mais", afirmou durante a cantora durante a coletiva. "Se o povo aproveita, a gente também tem que aproveitar."

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Juliette encanta público no encerramento da Festa das Neves

João Pessoa faz 437 anos e “É proibido cochilar” foi a música mais tocada em shows

Guns N' Roses volta ao Recife após 8 anos

Orquestra Sinfônica da Paraíba celebra aniversário da Capital em concerto com Cátia de França neste sábado