Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Cultura

Editoria sobre Cultura ir para editoria →

Famosos

Filho de Mussum luta na Justiça para acrescentar nome do humorista a seu documento

Palhano contou, em entrevista ao programa Domingo Espetacular (Record), que soube que era filho de Mussum quando tinha 18 anos, mas preferiu não revelar a ninguém em respeito ao padrasto.

"Fiz com meu irmão mais velho. Assim que ele soube, se disponibilizou foi bem tranquilo", afirma ele. (Foto: Reprodução)

Por

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — O dentista Igor Palhano, 29, que descobriu no ano passado ser filho biológico do humorista Mussum (1941-1994), de Os Trapalhões, aguarda agora a confirmar da paternidade pela Justiça e afirma que quer incluir o sobrenome do comediante em seus documentos. Já a herança, ele diz não ser o principal.

Palhano contou, em entrevista ao programa Domingo Espetacular (Record), que soube que era filho de Mussum quando tinha 18 anos, mas preferiu não revelar a ninguém em respeito ao padrasto. "Ele não gostava, era como se eu estivesse sendo injusto com ele. Ele não falava isso, mas eu tinha isso na minha cabeça."

Foi só no ano passado, que ele decidiu fazer o teste de DNA, já com apoio dos demais filhos do humorista, com quem ele mantém, uma relação bastante amigável. "Fiz com meu irmão mais velho. Assim que ele soube, se disponibilizou foi bem tranquilo", afirma ele, que completa: "Quando vi que tinha 99,999% compatível foi surreal.

Agora, o objetivo de Palhano é conseguir acrescentar o nome de Mussum a seus documentos, mas sem tirar o sobrenome de seu padrasto, que o registrou ainda bebê. 

Já em relação à herança que ele também deverá ter acesso diz que "se tiver alguma coisa tudo bem e se não tiver tudo bem também porque não faz diferença", afirma.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Prefeito Vitor Hugo cancela shows e queima de fogos do réveillon de Cabedelo por causa da pandemia do coronavírus

Bisneta de Monteiro Lobato quer apagar o racismo de sua obra com novas edições

Genival Lacerda é internado com Covid-19 em UTI de hospital no Recife, diz família

Festival Comunicurtas UEPB tem edição online e disponibiliza filmes que concorrem às mostras competitivas