Cultura

Funesc recebe VI Exposição das Tribos Indígenas Carnavalescas da Paraíba

Durante todo o período da exposição da Funesc, o público pode interagir com os cocares, que ficam suspensos.

Funesc recebe VI Exposição das Tribos Indígenas Carnavalescas da Paraíba

A Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc) recebe, a partir desta sexta-feira (10), a VI Exposição das Tribos Indígenas Carnavalescas da Paraíba. A mostra reúne cocares do desfile das tribos do Carnaval Tradição da capital paraibana e pode ser visitada até 30 de junho na Praça do Povo do Espaço Cultural José Lins do Rego.

Carnaval Tradição de João Pessoa: segundo dia tem escolas de samba, clubes de frevo e tribos indígenas

Durante todo o período da exposição da Funesc, o público pode interagir com os cocares, que ficam suspensos, simulando o personagem “espião”, que faz parte deste folguedo, presente na região Nordeste do Brasil, e que na Paraíba tem características próprias na dança, nas indumentárias e na música. Este ano a mostra exibe adereços das tribos Africanos, Guanabara, Papo Amarelo. Pele Vermelha, Tabajara, Tupi Guanabara, Tupinambás, Tupy Guarani, Ubirajara, Xavantes.

A exposição das indumentárias das Tribos Indígenas na Funesc se constitui como uma forma de divulgação e valorização da expressividade plástico-visual que essa brincadeira popular envolve, garantindo que o público possa conhecer tais produções fora do período de carnaval. A mostra é realizada a partir de parceria da Funesc com o Coletivo Jaraguá.

Patrimônio cultural da Paraíba

Em 18 de novembro de 2022, foi sancionada pelo governador a Lei nº 12.452/22, que “reconhece as Tribos Indígenas Carnavalescas como Patrimônio Cultural Imaterial do Estado da Paraíba.  As Tribos Indígenas Carnavalescas constituem-se como manifestação popular que envolve dança, música, encenação e poesia oral, que pertencem à categoria de formas de expressão, identificada também como uma dança dramática.

A prática cultural faz parte do chamado Carnaval Tradição da capital paraibana, celebrando referências culturais afro-indígenas. Não se trata de uma prática própria dos povos originários brasileiros, mas de uma manifestação cultural que celebra o imaginário popular de referências afro-indígenas brasileiras. Os integrantes dos grupos são moradores de bairros da zona urbana das cidades da grande João Pessoa, que podem ou não se identificar como descendentes indígenas.

Há em todo o Brasil, expressões da cultura popular que fazem referência aos povos indígenas. Entretanto, percebem-se algumas especificidades nas Tribos paraibanas, em sua dança, música, encenação e adereços, entre os quais destacam-se os “capacetes”, que são cocares enormes utilizados pelo personagem “espião” que vai à frente da tribo, abrindo o desfile. O ciclo do carnaval é o período de maior produção e difusão das tribos, quando desfilam nos bairros e participam do “Carnaval Tradição” da cidade.

COMPARTILHE

Bombando em Cultura

1

Cultura

EXCLUSIVO: confira horários dos shows de Mari Fernandez e Felipe Amorim no São João de Bananeiras

2

Cultura

Nattan regrava clássico de Roberto Carlos para novela

3

Cultura

São João tem shows de Elba Ramalho, Waldonys e outros artistas; veja programação completa em nove cidades

4

Cultura

Gusttavo Lima e Bell Marques são atrações do São João de Patos nesta quinta-feira

5

Cultura

Matheus Fernandes, do hit ‘Balanço da Rede’, faz show gratuito hoje no Bar da Curva, em Campina Grande