Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Cultura

Editoria sobre Cultura ir para editoria →

polêmica

Livro 'Vagina' fala sobre relação entre órgão sexual e criatividade

Por

 

Já tinha visto a polêmica que o livro "Vagina - a New Biography", Editora Ecco, (ainda sem tradução em português) estava causando no exterior. Quando o livro apareceu em minha mesa, decidi fazer um teste entre meu círculo social para ver que reações o título causaria. A surpresa não poderia ter sido maior ao comprovar que, sim, também somos uma sociedade ultraconservadora quando o assunto se refere ao órgão sexual feminino - mesmo que a nudez da mulher seja totalmente estimulada por aqui a ponto de, muitas vezes, ser considerada uma "característica cultural" do país.

Ler o livro em ambientes públicos ou comentar, em uma roda de amigos, que essa era minha leitura atual causava, em um primeiro momento, olhos arregalados de espanto e, depois, risos tímidos ou envergonhados. Sempre ficava, no entanto, um certo "quê" de curiosidade no ar. O que será que a norte-americana Naomi Wolf, conhecida como uma fervorosa feminista, estaria propondo em sua tese sobre a vagina?

A autora Naomi Wolf e seu polêmico "Vagina - The New Biography" (Foto: Divulgação)

384 PÁGINAS SÓ PARA FALAR SOBRE ELA

A escritora conhecida por outro livro - "O mito da beleza: Como as imagens de beleza são usadas contra as mulheres" -, é defensora do feminismo e dos assuntos que o cercam. Em "Vagina", que atualmente tem seus direitos disputados por muitas editoras brasileiras, ela tenta mostrar uma conexão entre o cérebro e esta outra parte do corpo da mulher, bem como provar que uma vagina saudável e feliz interfere positivamente na criatividade, na autoestima e no poder femininos. Muito mais do que um órgão sexual, a autora mostra em seu relato que a vagina sempre foi subjulgada por um pensamento machista, o qual conhece o "poder político" que ela exerce e, por isso mesmo, usa artifícios para enfraquecê-la.

Parte da inspiração para escrever sobre o assunto teria surgido depois que Naomi sofreu uma lesão no nervo pélvico, a qual afetou a possibilidade de ter orgasmos. A partir dessa experiência (e da volta de sua sensibilidade que, em entrevistas, a autora considera um "grande milagre"), Naomi foi descobrindo estudos neurofisiológicos capazes de mostrar como a vagina faz parte do cérebro e de que forma os neurotransmissores envolvidos em sensações como confiança e criatividade, por exemplo, estão totalmente conectados ao órgão sexual feminino. Esse seria o motivo de a sociedade patriarcal na qual vivemos tê-la "condenado" nos últimos cinco mil anos a ficar na submissão. A forma de se inferiorizar a mulher e seu papel na sociedade começaria com a mitificação e diminuição da importância da vagina.

Diversos estudos têm demonstrado que palavras de admiração ou de ameaça também podem influenciar diretamente o funcionamento sexual da vagina. Um ambiente estressante, por exemplo, afetaria negativamente o tecido vaginal, inibindo o orgasmo ou diminuindo o nível de confiança das mulheres.

O LIVRO "VAGINA" ESTÁ CAUSANDO POLÊMICA EM PAÍSES COMO OS ESTADOS UNIDOS (Foto: Reprodução)

ATÉ TU, APPLE?

Sim, até ela, uma das mais modernas empresas de tecnologia do mundo, que criou itens capazes de se transformarem em necessidade básica como iPhones e iPads, demonstra receio em relação ao assunto. Em sua loja no iTunes, a empresa censurou o título do livro de Naomi Wolf. Quem quiser comprá-lo irá encontrar o título descrito da seguinte forma: V****a.

Aparentemente, de acordo com o jornal "Huffington Post", a palavra foi vetada por ser considerada muito explícita. Um podcast chamado "Monólogos da Vagina" também teria sido barrado na mesma plataforma. No entanto, segundo uma pesquisa rápida do mesmo jornal, publicações que remetem ao genital masculino não sofreriam a mesma censura. O livro intitulado "Why Is the Penis Shaped Like That", por exemplo, aparece sem qualquer disfarce. Naomi Wolf parece ter mesmo razão...

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal ClickPB não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.

Destaque

ir para editoria →

Cinemas continuam fechados em João Pessoa e teatros devem reabrir com 35% de ocupação na Paraíba somente em 2021

Patati e Patatá e Maneva fazem shows drive-in em João Pessoa em outubro

'Schitt's Creek' leva Emmys de ator e atriz de comédia; confira os vencedores

Fernando e Sorocaba e Simone fazem lives neste domingo; veja programação