Música

Orquestra Sinfônica Jovem apresenta hoje concerto com obras para violino de Camille Saint-Säens

O 8º concerto oficial da temporada 2023 começa às 20h30, na Sala de Concertos Maestro José Siqueira.

Orquestra Sinfônica Jovem apresenta hoje concerto com obras para violino de Camille Saint-Säens

O maestro Luiz Carlos Durier, paraibano de João Pessoa, é o regente titular da Orquestra Sinfônica Jovem — Foto:Reprodução

Duas obras do compositor Camille Saint-Säens, com a participação da violinista Iannara Farias, são os destaques do concerto da Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba desta quinta-feira, 30 de novembro, com regência do maestro Luiz Carlos Durier. O 8º concerto oficial da temporada 2023 começa às 20h30, na Sala de Concertos Maestro José Siqueira, no Espaço Cultural, e a entrada é gratuita.

“Marcha sobre um Tema Russo, Op. 76”, do compositor russo Alexander Glazunov, vai abrir o concerto. Na sequência vêm as duas composições do francês Camille Saint-Säens, com a solista Iannara Farias: “Dança Macabra – Poema Sinfônico, Op. 40 (Moderato em Tempo de Valsa)” e “Havanaise para Violino e Orquestra, Op. 83 (Allegretto lusinghiero – Allegro)”.

O concerto segue com “Pompa e Circunstância, Op. 39 n. 4”, a obra mais conhecida do inglês Edward Elgar, e “Cenas Poéticas, Op. 46 (Dans les Bois – Na Floresta, Dans les Champs – Nos Campos, Sur la Montagne – Na Montanha e Au Village – Na Aldeia)”, de autoria do francês Benjamin Godard. Para encerrar a apresentação, a Orquestra Jovem vai executar “Huapango”, música do compositor mexicano José Pablo Moncayo.

“O repertório será bastante eclético”, disse o maestro Luiz Carlos Durier. “Destacamos as duas cativantes obras para violino solo e orquestra de Camille Saint-Säens, Dança Macabra e a Havanaise, apresentado pela solista integrante da Jovem, Iannara Farias. Outro destaque é a Suíte Cenas Poéticas de Benjamin Godard, uma obra impressionista, caracterizada pela sugestão e criação de atmosfera nos ouvintes com melodias sensuais e etéreas”.

Segundo Durier, o concerto levará o público em uma viagem musical repleta de emoções e significados. “O Huapango, de Juan Pablo Moncayo, encerra a noite em êxtase para nós que a interpretamos, assim como os ouvintes que, com certeza, guardarão na memória as lindas melodias dessa empolgante dança da cultura mexicana”, destacou o maestro, chamando atenção para a importância da orquestra para o desenvolvimento dos talentosos instrumentistas. “O trabalho na Jovem proporciona o crescimento artístico, técnico e musical dos jovens bolsistas”.

A violinista Iannara Farias disse estar muito honrada em solar com a Orquestra Sinfônica Jovem. “Há 10 anos participo como violinista dessa instituição e estar de volta este ano e como solista está sendo muito especial para mim. Sinto um misto de sentimentos. É com certeza desafiador, mas também gratificante e uma feliz oportunidade para minha carreira. Espero poder me divertir no palco e fazer com que o público sinta as diversas emoções que a música pode proporcionar”.

Nascida em João Pessoa, Iannara Farias iniciou seus estudos musicais aos 13 anos em um projeto na Igreja Assembleia de Deus, sob o comando do maestro Geilson Vieira. Logo após, seguiu com os estudos na Escola Estadual de Música Anthenor Navarro (EEMAN) e aos 14 anos ingressou no curso técnico em instrumento musical integrado ao Ensino Médio no Instituto Federal da Paraíba (IFPB), onde teve aulas por quatro anos com a professora Marina Marinho. Em 2013 foi aprovada para sua primeira temporada na Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba e desde então vem atuando em diversas orquestras de João Pessoa.

Graduada em música pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), com habilitação em violino, compôs a classe da professora Sandra Aquino. No período de 2018 a 2020, teve aulas com o professor Yerko Tabilo. Ao longo de sua carreira participou de festivais de música e teve a oportunidade de aprender com violinistas renomados, tais como: Elisa Fukuda, Weiwei Le, Paul Chou, Guilaume Tardif, Lucia Luke, Emmanuele Baldini, Gabriela Queiroz, Rucker Bezerra, Norberto Garcia, entre outros.

Atualmente é aluna mestranda do Programa de Pós-Graduação em Música da UFPB, sob a orientação do professor Hermes Cuzzuol, e está de volta como violinista da Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba, liderando o naipe dos Violinos II.

O maestro Luiz Carlos Durier, paraibano de João Pessoa, é o regente titular da Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba há 25 anos e foi regente titular da Orquestra Sinfônica da Paraíba durante nove anos.

Concluiu o ensino superior de música nos cursos de Licenciatura e Bacharelado na Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e desde que chegou à Escola Estadual de Música Anthenor Navarro (EEMAN), em 1991, lidera atividades de educação musical, ensinando Musicalização, Viola e Música de Câmara e Regência.

Na sua trajetória, Durier conduziu a OSPB na gravação ao vivo do CD da cantora Marinês e sua Gente, e ainda do DVD Sivuca e os Músicos Paraibanos. Regeu ainda apresentações de artistas populares com a Orquestra Sinfônica da Paraíba e Orquestra Jovem, a exemplo de Ângela Rô Rô, Arnaldo Antunes, Tico Santa Cruz e Renato Rocha (Detonautas), Flávio José, Genival Lacerda, Alcione, Toninho Ferragutti, Geraldo Azevedo, Dominguinhos, Zélia Duncan, Zé Ramalho, Cátia de França, Nathalia Bellar, Chico César e Santanna, O Cantador. 

No ano de 2012, o maestro recebeu a Comenda de Honra ao Mérito do Rotary Internacional, pelo brilhante desempenho profissional frente à OSPB.

Não é cobrado ingresso para os concertos da Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba. Os idosos, cadeirantes e demais pessoas com dificuldade de locomoção têm entrada acessível na lateral da Sala de Concertos, ao lado do palco da Praça do Povo. Há também cadeiras especiais para esse público. O programa deste concerto ficará disponível na bio da página da OSPB no Instagram: @orquestra.ospb.

COMPARTILHE

Bombando em Cultura

1

Cultura

Agenda Cultural do final de semana tem shows, teatro e cultura popular em João Pessoa e Campina Grande; confira

2

Cultura

Morte de Paulinha Abelha, da Calcinha Preta, completa dois anos; relembre trajetória da artista

3

Cultura

Sucesso do Amazon Prime Video, série Cançago Novo terá segunda temporada e, mais uma vez, com cenas gravadas na Paraíba

4

Cultura

Quatro cidades da Paraíba conquistam premiação entre os destinos mais acolhedores do Brasil; veja quais são

5

Cultura

Vila Sítio São João lança programação junina com shows e atividades culturais em Campina Grande; confira as datas