Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Economia

Editoria sobre Economia ir para editoria →

Economia

Atividade econômica cresce 0,89% em 2019

No último trimestre de 2019, comparado ao período anterior, o crescimento ficou em 0,46%, de acordo com dado dessazonalizado (ajustado para o período).

O quarto trimestre apresentou alta de 1,36%, em relação a igual período de 2018. (Foto: Walla Santos)

Por

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A economia brasileira cresceu 0,89% em 2019. É o que mostra o IBC-Br (Índice de Atividade Econômica do Banco Central), divulgado nesta sexta-feira (14). As informações são da Agência Brasil.

O resultado fica bem abaixo da expectativa de especialistas consultados no último boletim Focus do BC, de uma expansão de 1,12%. Em 2018, o crescimento foi de 1,34%.

No último trimestre de 2019, comparado ao período anterior, o crescimento ficou em 0,46%, de acordo com dado dessazonalizado (ajustado para o período). O quarto trimestre apresentou alta de 1,36%, em relação a igual período de 2018.

Em dezembro, ante novembro de 2019, houve queda de 0,27% (dessazonalizado). Na comparação entre o último mês do ano passado e dezembro de 2018, a atividade econômica apresentou crescimento de 1,28%.

O IBC-Br incorpora informações sobre o nível de atividade dos três setores da economia: indústria, comércio e serviços e agropecuária, além do volume de impostos.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Medidas tributárias anunciadas por João Azevêdo beneficiam 117 mil empresas paraibanas

84% das empresas paraibanas serão beneficiadas por postergação do pagamento do ICMS

Dólar é cotado a R$ 5,2624 nesta manhã de quinta-feira

Prefeitura suspende pagamentos que 1.462 micro e pequenos empresários precisariam fazer ao Banco Cidadão