Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Economia

Editoria sobre Economia ir para editoria →

Benefício

Caixa começa a pagar 7ª parcela do auxílio emergencial para quem não é do Bolsa Família

O depósito da verba será feito na ordem do mês de nascimento, portanto, os aniversariantes de janeiro recebem hoje –quem nasceu em dezembro, recebe em 31 de outubro.

Os trabalhadores elegíveis vão tem direito a valores entre R$ 150 e R$ 375. (Foto: Reprodução)

Por

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Caixa Econômica Federal começa a pagar nesta quarta-feira (20) a sétima –e última– parcela do auxílio emergencial 2021 para o público em geral –trabalhadores informais e inscritos no CadÚnico. O depósito da verba será feito na ordem do mês de nascimento, portanto, os aniversariantes de janeiro recebem hoje –quem nasceu em dezembro, recebe em 31 de outubro.

Os trabalhadores elegíveis vão tem direito a valores entre R$ 150 e R$ 375. A quantia será depositada na poupança digital, disponível pelo aplicativo Caixa Tem, e poderá ser usada para o pagamento de boletos em geral e compras com o cartão de débito digital.

O saque e a transferência do dinheiro podem ser feitos a partir de 1º de novembro e também serão liberados de acordo com o mês de aniversário. Os nascidos em dezembro poderão sacar em 19 de novembro.

O último ciclo de pagamentos do programa começou na segunda-feira (18) para beneficiários do Bolsa Família. A verba, paga conforme o número final do NIS (Número de Identificação Social), está disponível para as famílias com NIS final 1, 2 e 3, o último, autorizado nesta quarta.

O auxílio é pago a famílias com renda, por pessoa, de até meio salário mínimo (R$ 550) e renda mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.300).

Para o público do Bolsa Família, recebe-se o benefício com maior parcela, ou o próprio valor do Bolsa Família ou o auxílio.

Todos os meses, o Ministério da Cidadania revisa a elegibilidade dos trabalhadores para receber o dinheiro. Para saber se vai continuar recebendo, o cidadão deve acessar o site consultaauxilio.cidadania.gov.br e preencher os dados.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Nova variante da Covid derruba bolsas, petróleo e criptomoedas

Black Friday 2021: sete comparadores de preços para economizar nas compras

Prefeito anuncia calendário de pagamento de novembro, dezembro e 13º dos servidores de Campina Grande

Petrobras prevê até R$ 392 bilhões em dividendos nos próximos cinco anos