Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Economia

Editoria sobre Economia ir para editoria →

Santa Luzia

Complexo solar que será construído no sertão paraibano terá capacidade de fornecer energia a mais de um milhão de residências

Complexo deve gerar cerca de dois mil empregos diretos e oito mil empregos indiretos.

Governador participou de live que apresentou a novidade (Foto: Reprodução)

Por

A Paraíba ganhará uma nova usina de energia solar fotovoltaica em 2023. O Complexo Solar Santa Luzia, da empresa Rio Alto, começa a ser construído no mês que vem, entre os municípios de Santa Luzia e São Mamede, no Sertão paraibano, e deve ficar pronto em janeiro de 2023, conforme apurou o ClickPB.

A novidade foi anunciada em uma live na manhã desta sexta-feira (11), com o governador da Paraíba, João Azevêdo, e o representante da Rio Alto, Edmond Farhat, além de outros representantes do Governo do Estado.

O complexo deverá ter capacidade de geração de energia suficiente para abastecer 1,1 milhão de casas populares. Este será o segundo empreendimento da empresa na Paraíba. A Rio Alto já havia construído o Complexo Solar de Coremas, município que possui o maior índice de radiação solar do Brasil.

Edmond Farhat afirmou que o novo projeto é cinco vezes maior do que o de Coremas e deverá gerar cerca de dois mil empregos diretos e 8 mil empregos indiretos. Ele lembrou que em Coremas foram gerados 850 empregos diretos e que 99% deles foram destinados a pessoas da região.

Ele também destacou que a empresa formou uma parceria com a Universidade Federal da Paraíba (UFPB) para oferecer estágios aos estudantes do curso de Energias Renováveis da instituição. 

Além disso, uma parceria entre a empresa e a Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema) resultou em um projeto que busca localizar as 750 nascentes do Rio Paraíba, que estão espalhadas por 18 municípios paraibanos. Até o momento, 116 nascentes já foram verificadas. Será analisado quais delas precisam ser revitalizadas e a Rio Alto deve auxiliar nesse processo.

Durante a live, também foi anunciada a abertura da maior fábrica de painéis solares da América Latina em João Pessoa, pela Balfar Solar.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Governo aposta em avanço de agenda econômica após reforma ministerial

Preço de imóveis deve continuar subindo nos próximos 12 meses, prevê setor

O IBGE está na idade da pedra lascada, diz Guedes

Folga no teto poderá beneficiar até 17 mi com novo Bolsa Família