Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Economia

Editoria sobre Economia ir para editoria →

Dados do IBGE

Custo da construção civil na Paraíba chega a R$ 1,3 mil e acumula quarta maior alta do país em 12 meses, em março

Enquanto em abril de 2020 o valor médio da construção civil na Paraíba era de R$ 1.172,05, em março deste ano foi de R$ 1.300,82.

O custo médio da construção civil na Paraíba, por metro quadrado, acumula a 4ª maior alta do país em 12 meses, segundo dados de março do Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), do IBGE. (Foto: Walla Santos/ClickPB/Arquivo)

Por

O custo médio da construção civil na Paraíba, por metro quadrado, acumula a 4ª maior alta do país em 12 meses, segundo dados de março do Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), enviados ao ClickPB pelo IBGE, nesta sexta-feira (9). A variação de 17,08% também ficou acima das médias nacional (14,4%) e regional (16,73%).

Enquanto em abril de 2020 o valor era de R$ 1.172,05, em março deste ano foi de R$ 1.300,82. Embora tenha sido o 10º menor do país, esse indicador permaneceu como o 2º maior do Nordeste, atrás somente do verificado na Bahia, de R$ 1.316,87.

Do total paraibano, a maior parte, R$ 748,12, correspondia à parcela de materiais, enquanto os outros R$ 552,7 estavam associados às despesas com mão de obra. Em abril do último ano, esses valores eram de R$ 621,33 e R$ 498,02, respectivamente, o que aponta para um aumento em ambos os componentes.

Frente a fevereiro, houve crescimento de 1,25% no custo paraibano, inferior ao constatado nas médias brasileira (1,45%) e Nordestina (1,53%). Contudo, até março, a variação paraibana no ano foi a 6ª maior do país (5,78%), maior que os indicadores do Brasil (4,84%) e do Nordeste (5,34%).


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Procon-PB encontra irregularidades em 11 estabelecimentos de João Pessoa; maior problema é falta de informações ao consumidor

Bolsa sobe 1,76% e volta aos 122 mil pontos

Com efeito da pandemia, vendas do comércio caem 0,6% em março, diz IBGE

Auxílio Emergencial 2021: Caixa libera saques e transferências a nascidos em junho