Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Economia

Editoria sobre Economia ir para editoria →

Transporte

Magalu vai colocar 51 caminhões elétricos nas ruas até dezembro

Os primeiros 51 VUCs elétricos a rodar foram comprados da montadora chinesa JAC Motors, segundo a varejista.

Até o fim de outubro, 23 caminhões elétricos já terão começado a circular pelas ruas de estados como São Paulo, Bahia e Paraíba, e os outros serão entregues até o final do ano. (Foto: Divulgação)

Por

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Magalu começou a eletrificar sua frota de caminhões. Os primeiros 51 VUCs elétricos a rodar foram comprados da montadora chinesa JAC Motors, segundo a varejista.

Até o fim de outubro, 23 caminhões elétricos já terão começado a circular pelas ruas de estados como São Paulo, Bahia e Paraíba, e os outros serão entregues até o final do ano.

De acordo com a empresa, os veículos serão usados para abastecer lojas e fazer entregas de produtos de maior porte, como móveis e eletrodomésticos grandes.

A Ambev também tem investido em uma frota sustentável. Nesta quinta (7), a empresa anunciou a compra de 150 veículos elétricos da JAC Motors, que devem ser entregues até o fim de 2021.

No mesmo período, a empresa vai receber outros cem caminhões do modelo e-Delivery, lançado em parceria com a Volkswagen. O contrato com a montadora prevê 1.600 unidades.

Em janeiro, a Ambev também anunciou que a FNM (Fábrica Nacional de Mobilidade) vai produzir mil veículos elétricos para a empresa. A meta é eletrificar metade da frota até 2025.

A eletrificações dos transportes ainda é um movimento novo que esbarra em custos, baterias e infraestrutura de carregamento.

O primeiro veículo nacional movido a eletricidade foi lançado em julho pela Volkswagen Caminhões e Ônibus, voltando para o transporte urbano de cargas.

Outras empresas como Ambev, Coca-Cola Femsa, JBS e Grupo Boticário estão entre as primeiras a adotarem o modelo no Brasil.


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Auxílio Brasil: MP não garante retroativo de R$ 400 de novembro, nem valor extra para 2022

Vale-gás do governo deve ser menor do que o esperado, de R$ 48

Comissão do Senado aprova projeto que cria nova política de preços para combustíveis

Empregadores têm até essa terça-feira para quitar parcelas suspensas do FGTS