Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Economia

Editoria sobre Economia ir para editoria →

Contra aumento

Prefeito baixa decreto e fixa preço do quilo da carne a R$ 12 com osso e R$ 15 sem osso

De acordo com o secretário de Fazenda do município, os donos de açougue afirmam que os fazendeiros não estão vendendo a carne do gado.

Prefeito decidiu fixar preço da carne (Foto: Reprodução)

Por

Inconformado com a alta dos preços, o prefeito de Lago Verde, no interior do Maranhão, Francisco Clidenor (Cidadania), baixou decreto e fixou os valores para venda da carne nos açougues da cidade que agora custam R$ 12 o quilo com osso e R$ 15 sem osso.

Segundo reportagem do jornal O Estado de S.Paulo, o secretário de Fazenda do município, Geyson Aragão, afirma que é “questão cultural” ter apenas dois preços para a carne nos oito açougues da cidade.

Ele disse que o preço – o mesmo cobrado em todos os açougues – sempre foi decidido em reuniões, nunca por decreto e diz ter se espantado com a decisão do prefeito.

Segundo ele, o aumento do preço da carne na cidade não está ligado à alta que ocorre no país, já que Lago Verde tem grandes fazendas de gado em seu entorno.

“Conversei com os donos de açougue, e não está tendo boi. Os criadores não vendem a carne. E quando vendem, é com um preço alto. Por isso os açougueiros não conseguem baixar o preço”, disse o secretário ao Estadão.


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Veja os números sorteados da Mega-Sena

Tarifa de ônibus em João Pessoa passa a custar R$ 4,15 em dinheiro, a partir de domingo

Conselho de Mobilidade se reúne para discutir aumento na tarifa de ônibus em João Pessoa

Preço de hortifrutigranjeiros varia em quase 300% em supermercados de João Pessoa