Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Economia

Editoria sobre Economia ir para editoria →

Economia

Receita paga restituição do Imposto de Renda para quem caiu na malha fina

Entram no lote residual contribuintes que caíram na malha fina, mas acertaram as irregularidades posteriormente.

Do valor total a ser restituído, R$ 133,5 milhões são para pessoas com prioridade para o recebimento. (Foto: Reprodução)

Por

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Receita Federal realiza nesta segunda-feira (17) os créditos do lote residual da restituição do Imposto de Renda para 116,2 mil contribuintes. O valor total dos depósitos é de R$ 297 milhões.

Entram no lote residual contribuintes que caíram na malha fina, mas acertaram as irregularidades posteriormente.

Do valor total a ser restituído, R$ 133,5 milhões são para pessoas com prioridade para o recebimento. 

Esses contribuintes prioritários são 2.851 idosos acima de 80 anos, 14,5 mil contribuintes entre 60 e 79 anos, 1.838 contribuintes com deficiência física ou mental, ou moléstia grave, além de 6.052 professores.

Considerando apenas o residual do Imposto de Renda de 2019, o Fisco paga R$ 184,5 milhões a 77.200 contribuintes.

Também receberão restituições cidadãos que acertaram as contas referentes aos exercícios de 2008 a 2018.

Como consultar

Para saber se teve a restituição liberada, o contribuinte deve acessar a página da Receita na Internet ou ligar para o número 146.

Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento.
Nesta hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

De acordo com o Fisco, a restituição ficará disponível no banco durante um ano.

Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá solicitá-la por meio da Internet mediante o Formulário Eletrônico "Pedido de Pagamento de Restituição", ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento por meio dos telefones: 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

PIB do Brasil cai 1,5% no 1º trimestre, início da pandemia, segundo IBGE

Auxílio Emergencial: Caixa conclui nesta sexta pagamento da 1ª parcela para novos aprovados e 2ª para Bolsa Família

Dólar é cotado a R$ 5,3812 nesta manhã de sexta-feira

Receita Federal paga nesta sexta-feira mais de R$ 29 milhões de restitutição do Imposto de Renda na Paraíba