Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Educação

Editoria sobre Educação ir para editoria →

Vestiários

Prefeito de Campina Grande sanciona lei que proíbe Ideologia de Gênero nas escolas públicas e privadas da cidade

A lei determina que banheiros e vestiários de escolas públicas e privadas de ensino fundamental só possam ser usados de acordo com o sexo biológico.

Identidade de gênero não será levada em consideração em escolas de Campina Grande (Foto: Reprodução)

Por

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, sancionou lei que proíbe a interferência da ''ideologia de gênero'' nas escolas públicas e privadas de ensino fundamental da cidade, no que diz respeito ao uso de banheiros e vestiários.

A lei data do dia 25 de maio, mas foi publicada no Semanário Oficial de Campina Grande que vai de 1 a 5 de junho.

O texto determina que  nas escolas públicas e privadas do ensino fundamental, no município  de Campina Grande, os banheiros, vestiários e demais espaços destinados, de forma exclusiva, para o público feminino ou para o público masculino, devem continuar sendo   utilizados de acordo com o sexo biológico de cada indivíduo, sendo vedada qualquer interferência da chamada "identidade de gênero". 

O  descumprimento da lei acarretará a imposição de multa de 10 até 30 Unidades Fiscais de  Campina Grande (UFCG), imputada ao Gestor Escolar ou ao proprietário da escola, no caso de instituição privada.


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Prova do Enem 2020 será em janeiro de 2021

UEPB concederá a estudantes em situação de vulnerabilidade bolsa de R$ 1 mil para compra de equipamentos para aulas remotas

Bolsonaro sonda três evangélicos para o MEC após pressão de aliados

''Só voltaremos se houver absoluta segurança'', garante secretário de Educação sobre aulas presenciais na Paraíba