Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Educação

Editoria sobre Educação ir para editoria →

Em dezembro

Prefeitura de Campina Grande autoriza funcionamento de escolas de educação infantil e ensino fundamental até o 5º ano

Fica facultado o funcionamento das escolas que ofereçam aulas de educação infantil e também do 1º ao 5º ano do ensino fundamental, além de aulas de reforço e de idiomas.

Aulas presenciais poderão ser retomadas no ensino infantil e fundamental até 5º ano (Foto: Reprodução)

Por

A Prefeitura de Campina Grande permitiu a abertura de escolas privadas de educação infantil ao início do ensino fundamental I a partir do dia 1º  de dezembro. A decisão foi publicada nessa quarta-feira (25) em uma edição especial do Semanário Oficial do Município.

Pelo decreto, fica facultado o funcionamento das escolas que ofereçam aulas de educação infantil e também do 1º ao 5º ano do ensino fundamental, além de aulas de reforço e de idiomas. O texto informa que foi a Curadoria da Educação que recomendou reabertura dessas instituições.

O decreto considera que, segundo o relatório da Comissão de Avaliação de Convivência da  Covid-19, foi constatada uma significativa diminuição de casos ativos e o aumento de casos descartados, o que respaldou a abertura gradual de segmentos e atividade comerciais. Considera também que a intervenção da Secretaria Municipal de Saúde, por meio de fiscalizações, e com a implantação de protocolos sanitários e orientações técnicas nos segmentos de Escolas, Berçários, Creches, Estabelecimentos de longa permanência, Academias, Clínicas, Clubes, Funerárias e Cemitérios, observou-se uma diminuição da transmissibilidade e a disponibilidade de leitos hospitalares.

Um dos artigos deste mesmo decreto prevê a possibilidade de realizar eventos com até 300 pessoas e foi alvo de uma recomendação dos ministérios públicos Federal e Estadual, que enviaram documento ao prefeito Romero Rodrigues recomendando que essa decisão seja cancelada.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

UFPB estuda criar curso de Medicina Veterinária e hospital para animais em João Pessoa

Começam nesta quinta-feira as matrículas para alunos novatos da rede municipal em Campina Grande

Cabedelo autoriza início das aulas presenciais da rede municipal a partir de 1º de março

Paraíba receberá R$ 36 milhões de parcela integral e complementação da União ao Fundeb