Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Esporte

Editoria sobre Esporte ir para editoria →

Olimpíadas

Aos 118 anos, mulher mais velha do mundo se prepara para levar tocha olímpica

Adiada no ano passado em decorrência da pandemia do novo coronavírus, a Olimpíada no Japão está prevista para começar em 23 de julho deste ano, com seu encerramento no dia 8 de agosto.

A previsão é que ela transporte a chama por cem metros, com o auxílio de uma cadeira de rodas, mas que consiga caminhar na parte final do percurso. A escolha de Tanaka veio a público em novembro de 2020. (Foto: Reprodução)

Por

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — Aos 118 anos, a japonesa Kane Tanaka carregará a tocha olímpica em maio, com um par de tênis novo. Ela nasceu no 2 de janeiro de 1903 e foi declarada a pessoa mais velha do mundo pelo Guinness World Records.

Adiada no ano passado em decorrência da pandemia do novo coronavírus, a Olimpíada no Japão está prevista para começar em 23 de julho deste ano, com seu encerramento no dia 8 de agosto.

Atualmente, essa simpática senhora vive em um asilo na cidade de Fukuoka e aguarda ansiosamente pelo momento em que levará o símbolo dos Jogos de Tóquio. Segundo o canal CNN, Tanaka ganhou os calçados de seus familiares como presente de seu último aniversário, para usá-los na condução do artefato olímpico.

A previsão é que ela transporte a chama por cem metros, com o auxílio de uma cadeira de rodas, mas que consiga caminhar na parte final do percurso. A escolha de Tanaka veio a público em novembro de 2020.

A pessoa mais velha a carregar a tocha é a brasileira Aida Gemanque. Aos 106 anos, ela participou do revezamento do objeto nos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016. Conhecida como Vovó Laiá, ela gostava de esportes radiciais e chegou a saltar de paraquedas quando completou cem anos. Em abril de 2020, aos 110 anos, morreu após parada cardiorrespiratória.

Ao longo de sua existência, a japonesa Tanaka superou dois cânceres, duas guerras mundiais e vivencia uma segunda grande pandemia. Ela também trabalhou até os 103 anos na loja de arroz da família. Casou-se aos 19 e teve quatro filhos, cinco netos e oito bisnetos.

Ao receber o título de pessoa mais velha do mundo, em março de 2019, ela foi questionada sobre qual havia sido o momento mais feliz de sua vida. Tanaka então respondeu: "Agora".

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Hulk lembra briga com Pottker em Atlético-MG x Cruzeiro e descarta conciliação: "Falou coisas graves"

Brasil não classifica duplas dos saltos ornamentais para Olimpíada

Titular do Real Madrid, Marcelo é convocado para ser mesário e corre risco de perder Champions

Fórmula 1 confirma GP da Turquia no lugar do Canadá para junho