Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Esporte

Editoria sobre Esporte ir para editoria →

Fórmula 1

Nelson Piquet pede desculpas após chamar Hamilton de 'neguinho'

Em nota, o ex-piloto brasileiro disse que não teve intenção de ofender o britânico, o maior campeão da história da Fórmula 1.

Nelson Piquet se pronunciou após chamar Hamilton de 'neguinho'. (Foto: Reprodução)

Por

Nelson Piquet se desculpou nesta quarta-feira (29) após se referir a Lewis Hamilton como "neguinho". Em comunicado enviado à imprensa, o ex-piloto brasileiro disse que não teve intenção de ofender o britânico, mas que o termo usado seria um sinônimo para "cara" ou "pessoa". 

"O que eu disse foi mal pensado, e eu não vou me defender por isso, mas eu vou deixar claro que o termo é um daqueles largamente e historicamente usados de forma coloquial no português brasileiro como sinônimo de 'cara' ou 'pessoa' e nunca com intenção de ofender", argumentou Piquet, que ainda disse condenar quem o acusa de ter usado um termo racista.

"Eu nunca usaria a palavra que estou sendo acusado em algumas traduções. Condeno veementemente qualquer sugestão de que a palavra tenha sido usada por mim com o objetivo de menosprezar um piloto por causa de sua cor de pele", ressaltou.

Veja o comunicado na íntegra

"O que eu disse foi mal pensado, e eu não vou me defender por isso, mas eu vou deixar claro que o termo é um daqueles largamente e historicamente usados de forma coloquial no português brasileiro como sinônimo de 'cara' ou 'pessoa' e nunca com intenção de ofender. Eu nunca usaria a palavra que estou sendo acusado em algumas traduções. Condeno veementemente qualquer sugestão de que a palavra tenha sido usada por mim com o objetivo de menosprezar um piloto por causa de sua cor de pele. Eu me desculpo com todos que foram afetados, incluindo Lewis, que é um grande piloto, mas a tradução em algumas mídias e que agora circula nas redes sociais não é correta. Discriminação não tem espaço na F1 ou na sociedade e estou feliz em deixar claro meus pensamentos sobre isso."

A fala de Nelson Piquet se deu em entrevista em novembro do ano passado, mas voltou à tona nos últimos dias. No caso, é possível ouvir o ex-piloto chamando o heptacampeão de "neguinho" ao comentar um acidente que envolveu o inglês e Max Verstappen durante o Grande Prêmio de Silverstone, na Inglaterra.

"O neguinho meteu o carro e não deixou [Verstappen se desviar]. O neguinho deixou o carro porque não tinha como passar dois carros naquela curva. Ele fez de sacanagem. A sorte dele foi que só o outro se f*deu. Fez uma p*ta sacanagem", criticou Piquet em entrevista na época. 

Resposta de Hamilton

Nesta terça-feira (28), Hamilton foi às redes sociais para responder à fala de Piquet. Pelo Twitter, o piloto disse que "mentalidades arcaicas precisam mudar e não têm lugar" na Fórmula 1. 

"É mais do que a linguagem. Essas mentalidades arcaicas precisam mudar e não têm lugar no nosso esporte. Fui cercado por essas atitudes e alvo durante toda a minha vida. Houve muito tempo para aprender. Chegou a hora da ação", escreveu o britânico. "Vamos focar em mudar a mentalidade", complementou o piloto.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal ClickPB não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2022 se encerrarem.

Destaque

ir para editoria →

Universidade particular oferece vagas para atividades físicas gratuitas em João Pessoa

Bola pro alto e sorriso no rosto: I Festival Nordeste de Altinha acontece em João Pessoa na Maná Esportes

Rayssa Leal vence 2ª etapa da Liga Mundial de Skate Street em Seattle; Pâmela Rosa é prata

Flamengo goleia o Athletico-PR antes das quartas da Copa do Brasil