Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Esporte

Editoria sobre Esporte ir para editoria →

Tênis

Tenista Novak Djokovic culpa assessor por erro em formulário de viagem

A declaração foi feita em uma publicação no Instagram do atleta.

O líder no ranking mundial de tênis, Novak Djokovic (Foto: Reprodução)

Por

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — O líder no ranking mundial de tênis, Novak Djokovic, culpou um assessor por erro no preenchimento de formulário de viagem exigido para pessoas que entram na Austrália. A declaração foi feita em uma publicação no Instagram do atleta.

O sérvio pretende participar do aberto de tênis do país, mas se vê ameaçado de deportação pelo não-cumprimento de normas sanitárias impostas pela pandemia à movimentação de pessoas na fronteira australiana.

Veículos de imprensa locais relataram nesta terça que a Força de Fronteira Australiana investiga possíveis discrepâncias entre o formulário de viajante apresentado por Djokovic e seu paradeiro nos dias anteriores à chegada ao país.

No documento, o tenista assinalou "não" quando questionado sobre ter viajado nos 14 dias prévios. Mas publicações nas redes sociais mostram que ele estava em Belgrado no dia de Natal e depois treinando em Marbella, na Espanha, nos dias 31 de dezembro e 2 de janeiro.

Em sua publicação no Instagram, Djokovic também abordou as críticas que tem recebido por ter participado de eventos sociais mesmo após ter recebido um resultado positivo para coronavírus em um exame de PCR.

O tenista, que não está vacinado contra a Covid, afirmou ter ficado sabendo do resultado do exame apenas após participar de uma premiação de tênis infantil em Belgrado. No entanto, no dia seguinte, o atleta participou de uma sessão de fotos e entrevista, declarando que "não gostaria de ter decepcionado os jornalistas".

Djokovic diz, ainda na publicação em sua rede social, que, retrospectivamente, a decisão foi "um erro de julgamento e deveria ter remarcado este compromisso".

À espera de uma decisão definitiva sobre a sua participação no Astralian Open, o sérvio tenta recuperar o tempo perdido de preparação após ter ficado detido por praticamente cinco dias em um hotel de imigração.

Nesta terça, ele foi filmado e fotografado praticando na Rod Laver Arena, em uma atividade que contou com esquema especial de segurança. O atleta também foi confirmado como principal cabeça de chave do evento, que terá o sorteio de suas chaves na quinta-feira (13).

O Australian Open começa na próxima segunda (17). Djokovic, que já venceu o torneio nove vezes, tem a chance de desempatar o recorde masculino de 20 títulos de Grand Slam que atualmente divide com Roger Federer e Rafael Nadal. O espanhol estará presente em Melbourne, enquanto o suíço ainda se recupera de cirurgia.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Rafael Ramos é preso em flagrante por injúria racial; Corinthians paga fiança

Campinense vence Botafogo-PB em primeiro jogo da final do Campeonato Paraibano 2022

Cícero Lucena participa da Corrida Contra a Fome, realizada com apoio da Prefeitura

Rodada final do Campeonato Paraibano de 2022 começa neste sábado