Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Mundo

Editoria sobre Mundo ir para editoria →

Saúde

Brasileiro que integrou equipe vencedora do Prêmio Nobel da Paz morre por coronavírus

Engenheiro químico Sérgio Campos Trindade pesquisava energia renovável e mudanças climáticas.

Em seu último artigo, publicado no jornal “Biofuels”, Trindade apresentou propostas sobre como expandir a bioenergia. (Foto: reprodução)

Por

O engenheiro químico Sérgio Campos Trindade, vencedor do Prêmio Nobel da Paz em 2007, morreu esta quarta-feira, aos 79 anos, em decorrência de complicações associadas ao coronavírus. 

Segundo a agência Fapesp, Trindade era um “grande incentivador da energia renovável”, área em que trabalhava como consultor. Era, também, membro do Comitê Científico para Problemas do Ambiente, uma agência intergovernamental associada à Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco). Sua equipe recebeu em 2007 o Prêmio Nobel da Paz ao lado de outros integrantes do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC).

Thelma Krug, vice-presidente do IPCC, destaca que Trindade abriu portas para cientistas brasileiros em grupos de trabalho internacionais sobre mudanças climáticas.

— Foi uma figura muito relevante para o IPCC, que mal contava com a participação de pesquisadores de países em desenvolvimento — recorda. — Trindade mostrou as dificuldades enfrentadas por cientistas no Brasil e, ao mesmo tempo, conforme seu trabalho se destacava, abriu uma porta para novos especialistas em sua área.

Suzana Kahn, vice-presidente da Coppe-UFRJ e ex-integrante do IPCC, foi estagiária em uma empresa carioca de engenharia onde Trindade já era visto como uma referência no desenvolvimento de novas tecnologias.

— Era um pioneiro: falava de efeito estufa e aquecimento global na década de 1980, quando praticamente ninguém dava importância a esses temas — lembra. — Mesmo sendo um profissional tão ilustre, sempre foi acessível, uma pessoa brilhante. Era, também, fascinado pela China, tanto pela sua cultura como por sua produção científica, que ainda era tímida à época. Aproveitou a vida e influenciou muitas pessoas — a mim, inclusive.

Em seu último artigo, publicado no jornal “Biofuels”, Trindade apresentou propostas sobre como expandir a bioenergia.

Trindade morreu no estado de Nova York, onde já foram confirmados mais de 7 mil casos de coronavírus. O governador Andrew Cuomo determinou nesta sexta-feira que todas as empresas não essenciais mantivessem seus funcionários em casa. A ordem executiva entra em vigor a partir deste domingo, às 20h.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

OMS vai retomar estudos com hidroxicloroquina após avaliação de segurança

Suécia reconhece problema no combate à Covid-19, mas defende estratégia sem 'lockdown'

Morre médico chinês que ficou com a pele escura durante tratamento contra o coronavírus

Países europeus criam rankings de visitantes mais ou menos seguros