Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Mundo

Editoria sobre Mundo ir para editoria →

Mundo

Em comemoração da vitória na 2ª Guerra, Putin diz que há uma alta da 'russofobia' no mundo

O presidente afirmou que as ideias nascidas do nazismo se atualizaram e que há um retorno dos "discursos racistas, da superioridade nacional, do antissemitismo e da russofobia".

Presidente Putin participa das celebrações pelo 76º ano da vitória soviética sobre os nazistas na 2ª Guerra Mundial, neste domingo (9), em Moscou. (Foto: Reuters/Sputnik/Mikhail Metzel)

Por

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — O presidente russo, Vladmir Putin, afirmou neste domingo (9) que seu país defenderá firmemente seus interesses geopolíticos e que há um retorno no mundo de ideologias racistas e "russofóbicas", em discurso na celebração do 76º aniversário da vitória contra os nazistas na Segunda Guerra.

"A Rússia defende incessantemente o direito internacional. Ao mesmo tempo, defenderemos firmemente nossos interesses nacionais e garantiremos a segurança de nosso povo", disse Putin, diante de centenas de militares em uniformes de gala reunidos na Praça Vermelha, em Moscou.

O presidente afirmou que as ideias nascidas do nazismo se atualizaram e que há um retorno dos "discursos racistas, da superioridade nacional, do antissemitismo e da russofobia".

Mais de 12 mil homens e 190 veículos desfilaram após o discurso do chefe de Estado e de uma cerimônia de oficiais e veteranos neste desfile tradicional que marca a vitória sobre os nazistas.

As celebrações de 9 de maio em toda a Rússia, com paradas militares nas principais cidades, são um momento de comunhão patriótica dedicado aos quase 20 milhões de soviéticos mortos durante o conflito.

Soldados russos desfilam em tanques T-34 na Paraça Vermelha, em Moscou, neste domingo (9) — Foto: Reuters/Maxim Shemetov

De acordo com o instituto de pesquisas públicas Vtsiom, para 69% dos russos, esse é o principal feriado do ano.

"Para mim e minha família, é um feriado que celebra uma vitória do povo russo. Estamos orgulhosos, lembramos e honramos nossos entes queridos e nossos bravos soldados", declarou Yulia Goulevskikh, contadora, que participou do desfile militar com a filha em Vladivostok.

Militares russos marcham durante desfile militar no Dia da Vitória, que marca o 76º aniversário da vitória sobre a Alemanha nazista na Segunda Guerra Mundial, na Praça Vermelha no centro de Moscou, neste domingo (9) — Foto: Reuters/Maxim Shemetov

Somente após a queda da União Soviética, o grande desfile militar em 9 de maio na Praça Vermelha tornou-se um evento anual.

Em mais de 20 anos no poder, Putin colocou essa data no centro de sua política, exaltando o sacrifício dos soviéticos e regularmente acusando seus adversários ocidentais de histórico "revisionismo" antirrusso por tentar minimizar o papel da União Soviética em a derrota de Adolf Hitler.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Israel ameaça reimpor restrições e acelera vacinação de adolescentes para barrar variante delta

Credibilidade ambiental do Brasil depende de Bolsonaro, diz eurodeputada

Prédio desmorona parcialmente em Miami Beach, na Flórida

EUA irão enviar 3 milhões de doses de vacina diretamente ao Brasil