Mundo

Em encontro privado, Milei leva alfajor a papa e pede desculpa por chamá-lo de imbecil

Milei, que tem minoria no Congresso, tenta aproximação com base conservadora católica argentina.

O presidente argentino, Javier Milei, cumprimenta o papa Francisco na chega de audiência no Vaticano, em 12 de fevereiro de 2024.

O presidente argentino, Javier Milei, cumprimenta o papa Francisco na chega de audiência no Vaticano, em 12 de fevereiro de 2024. — Foto: Vaticano via Reuters

O presidente da Argentina, Javier Milei, manteve nesta segunda-feira (12) um encontro privado com o papa Francisco no Vaticano. No encontro, Milei presenteou o pontífice, seu compatriota, com alfajores e biscoitos argentinos e pediu desculpa por críticas que fez a Francisco.

Durante a campanha eleitoral da Argentina no ano passado, Javier Milei chamou o papa de “imbecil que defende a justiça social. No entanto, nas últimas semanas o presidente, que tenta reforçar o apoio da sua base católica conservadora, mudou o tom.

Eles se reuniram em um momento em que a Argentina enfrenta a pior crise econômica em décadas, com uma inflação superior a 200%. Milei também enfrenta dificuldades no Congresso após a rejeição parlamentar da sua chamada Lei ‘Ómnibus’, que chegou a ser aprovada pela Câmara de Deputados mas foi devolvida a uma comissão e voltou à estaca zero.

O presidente discutiu “o programa do novo governo (argentino) para combater a crise econômica”, entre outros tópicos, durante conversações separadas com o segundo em comando do Vaticano, o secretário de Estado, cardeal Pietro Parolin, disse um comunicado do Vaticano.

O papa considerou os comentários anteriores “como uma estratégia de campanha”, disse aos jornalistas o cardeal Victor Manuel Fernandez, que também é argentino. Mesmo que o papa não goste de “algumas tendências políticas e ideológicas” na Argentina, “ele sempre se preocupará com aqueles que sofrem”, acrescentou.

COMPARTILHE

Bombando em Mundo

1

Mundo

A 9 dias dos jogos, prefeita de Paris cumpre promessa e nada no rio Sena

2

Mundo

Além de vice, Trump vê em J.D. Vance, de 39 anos, seu herdeiro político

3

Mundo

Cabo Gilberto classifica tiroteio em comício de Trump como “terrorismo” e diz que há ligações com a esquerda

4

Mundo

Meta retira restrições severas às contas de Trump no Facebook e no Instagram por causa da campanha eleitoral

5

Mundo

Quem era Thomas Matthew Crooks, atirador que tentou assassinar Trump