Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Mundo

Editoria sobre Mundo ir para editoria →

Sem provas

Ex- prefeito de Nova York, Rudy Giuliani, diz que hidroxicloroquina pode curar o coronavírus

Em seu tuíte, Giuliani afirmou que a é “100% eficaz contra a Covid-19.

Na semana passada, a droga também foi apontada por Trump como uma possível cura para o coronavírus - mas os médicos alertaram que ela pode causar arritmia cardíaca, uma condição que pode ser fatal para pacientes com problemas cardíacos.​ (Foto: reprodução)

Por

Uma mensagem de Rudy Giuliani, advogado pessoal do presidente Donald Trump, gerou polêmica após ser digulvada no Twitter no último sábado (28). Segundo ele, a hidroxicloroquina, um medicamento anti-malária não comprovado teria o feito de "em pelo menos três testes internacionais foi considerado 100% eficaz no tratamento do coronavírus", de acordo com as capturas de tela da mensagem feita por ele. (ver no final)

Na semana passada, a droga também foi apontada por Trump como uma possível cura para o coronavírus - mas os médicos alertaram que ela pode causar arritmia cardíaca, uma condição que pode ser fatal para pacientes com problemas cardíacos.

O Twitter teria suspendido temporariamente a postagem, por ter considerado que a mesma espalha informações errôneas sobre o coronavírus. A empresa confirmou a vários meios de comunicação que havia bloqueado temporariamente a conta e removido o tweet. "A conta foi temporariamente bloqueada por violar as regras do Twitter sobre desinformação do COVID-19", disse um porta-voz do Twitter ao Business Insider.

De acordo com as políticas do Twitter, são proibidas mensagens que contenham conteúdo que "vá diretamente contra orientações de fontes oficiais de informações de saúde pública global e local", incluindo a "descrição de tratamentos ou medidas de proteção que ... estão sendo compartilhadas com a intenção de enganar outras pessoas."

Na semana passada, um homem no Arizona morreu após consumir fosfato de cloroquina - um produto químico comumente usado para limpar tanques de peixes. A esposa do homem, que também adoeceu consumindo a substância, disse à NBC News que a consumira depois de ver Trump promovendo uma forma de cloroquina como tratamento para o novo coronavírus.

Não é a primeira vez que Giuliani compartilha informações erradas e conspirações, com o Daily Beast relatando em outubro passado que o ex-prefeito de Nova York seguiu centenas de contas que promoveram as teorias da conspiração da extrema direita.


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Nasa e SpaceX fazem hoje nova tentativa de lançamento espacial

Repórter negro e câmera da CNN são presos ao vivo enquanto cobriam protestos nos EUA

Primeiro-ministro de Israel oferece ajuda a Bolsonaro para lidar com o coronavírus

Mosquitos tigres-asiáticos que transmitem dengue e zika invadem Ibiza, na Espanha