Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Mundo

Editoria sobre Mundo ir para editoria →

Veja vídeo

Homem é assaltado após sacar mais de R$ 1 milhão em dinheiro para ajudar família durante pandemia

A filha da vítima relatou que a reserva é “fruto de anos e anos de trabalho” e serviria para sustentar a família durante a pandemia, já que os pais estão desempregados.

Por

Um homem perdeu todos as suas economias, que totalizavam US$ 200 mil, mais de R$ 1 milhão, ao sacar o dinheiro e ser assaltado logo em seguida. O valor, obtido na venda de sua casa, seria usado para ajudar a família durante a pandemia.

O caso ocorreu na cidade de Huntington Park, no estado norte-americano da Califórnia, no dia 30 de Julho. Francisco Cornejo foi atacado ao sair de uma agência do Chase Bank. Ao tentar proteger a mala com o dinheiro, ele caiu no chão, foi arrastado e agredido pelo assaltante até soltar o item. Um vídeo feito por uma testemunha mostra que o criminoso saiu correndo, enquanto o homem gritava por socorro, caído no chão.

“Em 30 segundos, a caminho do carro, ele foi abordado, agredido, roubado, eles tiraram tudo dele”, afirmou o advogado de Cornejo, Nathan Soleimani, ao canal KTLA.

A filha da vítima relatou que a reserva é “fruto de anos e anos de trabalho” e serviria para sustentar a família durante a pandemia, já que os pais estão desempregados. O dinheiro seria revertido para pagar as despesas da avó, de 94 anos, a mensalidade da faculdade da irmã e parte seria enviado para familiares no México e El Salvador.

Além do dano financeiro, Cornejo ficou com lesões na lateral do braço, teve um ombro deslocado e sofreu uma contusão na cabeça. A filha criou uma campanha de financiamento coletivo na página GoFundMe para tentar auxiliar o pai.

O assaltante não foi identificado e Soleimani afirma que não possui nenhuma informação concreta para insinuar que a situação não foi “aleatória”, “mas parece uma enorme coincidência. Como, exatamente, o envolvido sabia o que estava acontecendo ou que ele [Cortejo] estava saindo do banco naquele exato momento?”, indagou. A vítima afirma que não contou para ninguém sobre a ida ao banco.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal ClickPB não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.

Destaque

ir para editoria →

Após 13 anos, pais de Madeleine são inocentados no caso de desaparecimento da filha

Morre Donald Kendall, presidente da Pepsi que criou a 'guerra das colas', aos 99 anos

De forma unilateral, EUA restabelecem sanções da ONU contra o Irã

Após novos casos de Covid-19, Espanha confina cerca de 1 milhão em bairros pobres de Madri a partir de segunda