Violência

Modelo russa e filha adolescente são encontradas mortas, amarradas e com marcas de tiro na Turquia

Segundo a polícia, o principal suspeito é o ex-marido da vítima, que também teria fugido com o filho de 5 anos do casal.

Modelo russa e filha adolescente são encontradas mortas, amarradas e com marcas de tiro na Turquia

Modelo russa e filha adolescente foram encontradas mortas na Turquia. — Foto:Reprodução/Redes sociais

Uma modelo russa, de 42 anos, e sua filha adolescente, de 16, foram encontradas mortas, amarradas e cobertas por um lençol às margens de uma rodovia em Bodrum, na Turquia. As autoridades fazem buscas pelo filho da modelo, de 5 anos, que está desaparecido. O suspeito é o ex-marido da vítima, com quem a mulher disputava a guarda da criança na Justiça.

Mãe de três filhos, Irina Dvizova atuava como modelo e corretora de imóveis na cidade turca. Ela e a filha Dayana tinham sido dadas como desaparecidas após familiares e amigos não conseguirem entrar em contato. A polícia entrou no caso quando o personal trainer de Irina foi até à casa dela e encontrou o portão da propriedade arrombado.

Ao entrar no local e encontrar manchas de sangue e pegadas, o personal acionou a polícia. Com a ajuda de câmeras de monitoramento, as equipes perceberam que um carro havia passado pela residência e partido em direção ao subúrbio da cidade. A polícia turca seguiu o trajeto do veículo e encontrou os corpos de Irina e Dayana à beira da estrada, com marcas de tiro.

Em paralelo às investigações, a polícia deu início a buscas pelo filho da modelo, Makar, alvo de uma disputa judicial por custódia com o lituano Andrey Kuslevich, de 45 anos, ex-marido de Irina. De acordo com testemunhas, o suspeito estava proibido pela ex-esposa de ver a criança.

Segundo o tablóide britânico The Sun, tanto Andrey quanto Makar estão desaparecidos desde o dia em que a polícia encontrou os corpos das vítimas. O caso mobilizou o governo da Rússia a cobrar por respostas sobre o caso. A Interpol também presta apoio à polícia da Turquia.

O periódico aponta, também, que Andrey atuava como segurança para um empresário ucraniano. O lituano é procurado na Rússia desde que escapou da prisão após um suposto roubo.

COMPARTILHE

Bombando em Mundo

1

Mundo

Felipe Pontes afirma que há políticos, empresários e religiosos envolvidos em escândalo da Braiscompany: “se tiver delação, a Paraíba pega fogo”

2

Mundo

VEJA FOTOS: condomínio de luxo onde ‘casal Braiscompany’ se escondia tem campo de golfe, quadras de tênis e ‘clube familiar’

3

Mundo

STJ julgará pedido da Itália para decidir se Robinho cumprirá pena no Brasil

4

Mundo

Óvni em forma de disco é filmado por militares ucranianos em zona de guerra com a Rússia; veja vídeo

5

Mundo

Michigan acende alerta para Biden, que precisa apaziguar insatisfação de parcela do partido sobre guerra em Gaza