Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Mundo

Editoria sobre Mundo ir para editoria →

Paraibano

Patrick Nogueira é condenado a prisão perpétua revisável na Espanha

A prisão permanente revisável, considerada pena máxima do código penal espanhol, deverá ser revista após o cumprimento de 25 anos da sentença.

A sentença foi lida nesta quinta-feira (15) após Patrick ter sido considerado culpado em júri popular (Foto: Reprodução)

Por

A juíza Maria Elena Mayor Rodrigo condenou o paraibano François Patrick Nogueira Gouveia à pena de prisão perpétua revisável por ter matado o tio, Marcos Campos Nogueira, dois primos, e da tia, Janaína Américo, na cidade de Pioz, na Espanha. A sentença foi lida nesta quinta-feira (15) após Patrick ter sido considerado culpado em júri popular realizado no dia 3 de novembro.

A prisão permanente revisável, considerada pena máxima do código penal espanhol, deverá ser revista após o cumprimento de 25 anos da sentença. A decisão foi lida pela presidente do tribunal de Guadalajara.

Patrick foi declarado culpado de homicídio doloso, crueldade com menores de idade e sem considerar nenhum atenuante.

A juíza sentenciou Patrick Nogueira a 25 anos de prisão pelo assassinato da tia Janaina e a três penas de prisão permanente, duas delas pelos dois assassinatos no caso das crianças - de um e quatro anos - e uma pelo homicídio do tio Marcos.

A chacina de Pioz, como ficou conhecido o caso, acontece no ano de 2016. Patrick permanece preso na Espanha desde outubro de 2016, após ter se entregado às autoridades espanholas. Ele confessou o crime e desde então aguardava julgamento.

De acordo com o entendimento do juri, Patrick matou intencionalmente com o agravamento da crueldade, já que ele matou a tia na frente dos filhos. Também admitiram que não se pode concluir que Patrick sofra danos cerebrais, como tentou provar a defesa, porque os relatórios seriam inconclusivos.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Concurso cultural em rádio dá bebê como prêmio

Policial é atingido por flecha durante manifestação

Hong Kong registra novos confrontos neste domingo

Halle Berry acusa ex-marido de incesto, racismo e abuso, durante processo pela guarda da filha