Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Mundo

Editoria sobre Mundo ir para editoria →

PF prendeu

Preso em João Pessoa, integrante da máfia aguarda solicitação do governo italiano ao STF para ser extraditado à Itália

A Polícia Federal realizou, na manhã dessa terça-feira (25), em Brasília, entrevista coletiva para esclarecer detalhes da operação que resultou na prisão do foragido italiano, ligado à máfia.

Por

Preso em João Pessoa, o traficante italiano Rocco Morabito aguarda extradição para a Itália. O governo italiano deve solicitar ao Supremo Tribunal Federal (STF) a extradição do homem que foi detido nessa segunda-feira (24), na Paraíba. A Polícia Federal realizou, na manhã dessa terça-feira (25), em Brasília, entrevista coletiva para esclarecer detalhes da operação que resultou na prisão do foragido italiano, ligado à máfia.

A ação realizada em João Pessoa foi resultado da cooperação policial internacional entre Brasil e Itália. Rocco Morabito é um conhecido criminoso italiano que atua em atividades ilícitas ligadas ao tráfico de drogas desde os anos 90, segundo apurou o ClickPB. Investigações mais recentes da PF indicam a ligação do criminoso com a organização 'Ndrangheta', uma das maiores e mais poderosas do mundo.

Morabito já havia sido preso no Uruguai, em 2017, mas fugiu da prisão em 2019, ficando foragido desde então. Agora, capturado pela PF, ficará à disposição da Justiça aguardando a tramitação de sua extradição, que será solicitada, pela Itália, ao STF.

De acordo com a PF, a prisão de Rocco reforça uma das principais diretrizes da Polícia Federal, que é a utilização da cooperação policial internacional como forma de reprimir a criminalidade organizada.

Nesse sentido, o Brasil aliou-se, recentemente, junto com outros onze países, ao Projeto I-Can (Interpol Cooperation against 'Ndrangheta), liderado pela INTERPOL e pela Polícia da Itália.


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Joe Biden indica nova embaixadora dos EUA para o Brasil

Governo britânico anuncia fim de restrições para a Covid-19 na Inglaterra

Homem mais velho do mundo, 'El Pepino' morre a 24 dias de completar 113 anos

Covid: pandemia não está nem perto do fim, adverte OMS