Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Mundo

Editoria sobre Mundo ir para editoria →

Inusitado

Refugiada ucraniana é acusada de separar casal britânico que a acolheu e afirma: ‘Não roubei ninguém’

Devido à grande repercussão do caso, a mulher divulgou uma carta aberta no seu Instagram na qual disse que não é uma “destruidora de lares” e que “não roubou ninguém”.

Refugiada ucraniana Sofiia Karkadym e o britânico Tony Garnett (Foto: Reprodução/Instagram)

Por

Por causa da guerra da Rússia contra a Ucrânia, o agora ex-casal britânico Lorna Garnett e Tony Garnett decidiu acolher em sua casa a refugiada Sofiia Karkadym, que havia fugido de Lviv. Depois de um período, o homem pediu o divórcio e assumiu um relacionamento com a ucraniana. Devido à grande repercussão do caso, a mulher divulgou uma carta aberta no seu Instagram na qual disse que não é uma “destruidora de lares” e que “não roubou ninguém”. As informações são do UOL.

Lorna e Tony foram casados durante 10 anos e tiveram duas filhas juntos. Após pedir o divórcio, o homem se mudou com a atual namorada para a casa de sua família, em Bradford, no Reino Unido.

Em sua publicação no Instagram, Sofiia disse: “Finalmente, decidi falar sobre os eventos recentes que tiveram repercussão mundial. A primeira coisa que quero dizer é que não roubei ninguém da família. Foi uma decisão pensada e consciente de um homem de 29 anos que tem o direito de se apaixonar, de ser feliz e de escolher com quem ele quer estar”.

“Aos que me apoiam e sabem que, por trás de minhas ações, está algo real e maravilhoso, muito obrigada. Aos demais, vocês vão se decepcionar com os seus julgamentos”, acrescentou.

Em entrevista ao tabloide inglês The Sun, Lorna afirmou que “tudo o que eu conhecia virou de cabeça para baixo no espaço de duas semanas”.

Ela também disse que, depois de um período em que Sofiia estava na sua casa, confrontou a refugiada sobre a relação que tinha com Tony. As duas discutiram e a ucraniana falou que não queria mais viver na residência de Lorna. Nesse momento, o homem afirmou: “Se ela sair, eu vou junto”.

Tony disse à imprensa inglesa que se sente mal pelo desfecho do seu casamento. “Sinto muito pelo que Lorna está passando, não foi culpa dela e não foi por nada que ela fez de errado. Nós nunca planejamos fazer isso e não queríamos machucar ninguém”, finalizou.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal ClickPB não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2022 se encerrarem.

Destaque

ir para editoria →

Três alpinistas morrem ao caírem em trilha de vulcão, no Equador

China realiza mais exercícios militares perto de Taiwan durante visita de parlamentares dos EUA

Aparição de milhares de peixes mortos na Alemanha e na Polônia

Incêndio em igreja deixa ao menos 41 pessoas mortas no Egito