Rede Social

TikTok processa estado americano que baniu app

Após estado de Montana proibir uso do TikTok, empresa abriu processo alegando que medida é inconstitucional.

TikTok processa estado americano que baniu app

Montana se tornou o primeiro estado americano a banir o TikTok. — Foto:Reprodução

A guerra entre o TikTok e autoridades nos Estados Unidos continua. A rede social de vídeos curtos abriu nesta segunda-feira (22) processo contra o estado de Montana, após o governo local aprovar uma lei que proibirá o aplicativo a partir do ano que vem.
Montana se tornou o primeiro estado americano a banir o TikTok.

No processo aberto nesta segunda-feira, o TikTok alega que a proibição é inconstitucional e fere a a primeira emenda da Constituição dos EUA, que garante liberdade de expressão em território americano.

“Estamos desafiando a proibição inconstitucional do TikTok em Montana para proteger nossos negócios e as centenas de milhares de usuários do TikTok em Montana”, disse Brooke Oberwetter, porta-voz do TikTok, em um comunicado nesta segunda-feira.

A proibição do TikTok em Montana foi assinada dias atrás pelo governador Greg Gianforte, do Partido Republicano. Pelo texto, o banimento do app entra em no dia 1º de janeiro de 2024.

O TikTok já teve seu uso proibido em aparelhos oficiais de funcionários públicos em mais de uma dezena de estados americanos, assim como em algumas universidades e órgãos militares.

Nos últimos anos, com o crescimento do TikTok, políticos nos EUA têm alegado que o uso do app implica risco à segurança nacional e que o TikTok pode ter de repassar informações de usuários americanos ao governo chinês em Pequim.

COMPARTILHE

Bombando em Mundo

1

Mundo

Esferas de Dyson: conheça as estruturas que podem indicar ação de extraterrestre

2

Mundo

Corrida armamentista: chefe da Otan diz que aliança está adaptando seu arsenal nuclear a ameaças de segurança

3

Mundo

Justiça dos EUA derruba lei da Flórida que proibia tratamento para transição de gênero de menores de idade

4

Mundo

Incêndio atinge Palácio de Versalhes, na França

5

Mundo

Conselho de Segurança da ONU aprova por 14 votos cessar-fogo na guerra na Faixa de Gaza