Economia

STF valida incidência de PIS e Cofins sobre locação de bens

Os recursos julgados foram protocolados por uma empresa que atua no ramo de aluguel de equipamentos de transporte para derrubar uma decisão da Justiça Federal que reconheceu a obrigatoriedade do pagamento dos tributos sobre bens móveis.

STF inicia discussão sobre pensão para filha trans de militar

STF

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quinta-feira (11) confirmar a incidência do PIS e da Cofins sobre as receitas de empresas com o aluguel de bens móveis e imóveis. Com a decisão da Corte, o governo federal garante que não vai perder cerca de R$ 36 bilhões de arrecadação.

O placar de 8 votos a 2 foi obtido a partir do voto do ministro Alexandre de Moraes. Para o ministro, a incidência das contribuições é constitucional porque faz parte do faturamento da atividade empresarial.

Os recursos julgados foram protocolados por uma empresa que atua no ramo de aluguel de equipamentos de transporte para derrubar uma decisão da Justiça Federal que reconheceu a obrigatoriedade do pagamento dos tributos sobre bens móveis.

A Fazenda Nacional também recorreu, mas para derrubar outra decisão que autorizou uma empresa a retirar o PIS/Confis da base de cálculo da receita dos aluguéis com bens imóveis.

A decisão do Supremo tem repercussão geral, e a tese do julgamento deverá ser seguida em todas as instâncias do Judiciário.

COMPARTILHE

Bombando em Negócios

1

Negócios

Sam’s Club pode abrir loja em Campina Grande, revela CEO da rede: “cidade que tem um interesse para gente”

2

Negócios

Volta ao trabalho presencial faz aluguel comercial registrar maior valorização desde 2013 em João Pessoa

3

Negócios

Nova presidente da Abrasel anuncia festivais e cooperativa para movimentar gastronomia da Paraíba: “vários projetos em curso”

4

Negócios

Grupo Mateus compra Novo Atacarejo no Nordeste e se torna gigante do varejo no Brasil

5

Negócios

Mangabeira Shopping: área para embarque e desembarque de passageiros de aplicativo ganhará cobertura