Mercado

Volta ao trabalho presencial faz aluguel comercial registrar maior valorização desde 2013 em João Pessoa

Com mercado imobiliário aquecido em João Pessoa, procura por escritórios aumenta e a prioridade é por espaços modernos e flexíveis.

foto: divulgação

foto: divulgação

A retomada das atividades de trabalho presenciais tem pressionado a demanda por imóveis comerciais em todo o país. O aluguel de salas em empreendimentos corporativos registrou em abril deste ano a maior alta mensal desde 2013, uma valorização acumulada de 7,69%, de acordo com os dados mais recentes do índice FipeZAP.

Em João Pessoa, o mercado está aquecido, impulsionado pelo retorno das empresas aos escritórios após a pandemia.

Um exemplo disso é o de um banco digital de abrangência nacional, que na última semana passou a ocupar dois andares inteiros de um edifício empresarial no bairro dos Bancários.

Como observou a reportagem, com a nova empresa 210 profissionais do setor de Vendas Online da empresa vão passar a operar para todo o país.

“Facilitou muito para a empresa que o Eco Medical Sul comporte as necessidades de uma instalação imediata. É o caso do piso elevado, que possibilitou que o banco digital se instalasse em apenas 20 dias. Além disso, empresas de tecnologia e profissionais que lidam obrigatoriamente com equipamentos eletrônicos e transações digitais exigem geradores que atendam 100% de todas as áreas do prédio”, explica Leonardo Bronzeado, sócio da Eco Construtora.

Essa é uma tendência que já havia sido antecipada pela pesquisa Catho, na qual foi verificado que 61% das empresas planejam adotar um regime de trabalho 100% presencial ainda este ano. Como efeito, isso tem se refletido na recuperação do setor imobiliário comercial​, que tem se adaptado às mudanças.

“As empresas e os profissionais liberais estão procurando espaços bem localizados e modernos, que ofereçam uma infraestrutura adequada para suas operações. Isso tem gerado esse cenário positivo para construtoras e investidores”, reforça Bronzeado.

A construtora responsável pelo empreendimento, por exemplo, já entregou 626 salas comerciais em João Pessoa em empreendimentos reconhecidos no mercado nos bairros dos Bancários e Miramar.

Os números demonstram que esses empreendimentos corporativos têm experimentado um cenário com retornos financeiros competitivos e estáveis.

Além da valorização das salas para locação, a rentabilidade dos imóveis comerciais também se destaca, segundo o índice FipeZAP. O retorno médio do aluguel de imóveis comerciais foi de 6,43% ao ano. Este desempenho foi maior que o retorno médio projetado de aplicações financeiras utilizadas como referência no mercado para os próximos 12 meses.

“O que está havendo em João Pessoa neste momento é uma combinação muito bem-vinda de valorização e rentabilidade. A retomada do crescimento econômico tem criado um ambiente propício que reforça a confiança no mercado imobiliário comercial como uma alternativa de investimento segura e lucrativa”, explica Bronzeado.

Além das iniciativas atuais, as construtoras estão atentas às tendências de mercado, como a crescente procura por espaços flexíveis e modernos.

COMPARTILHE

Bombando em Negócios

1

Negócios

Licença para petróleo na foz do Amazonas é suspensa após greve de servidores federais do Meio Ambiente

2

Negócios

Sam’s Club pode abrir loja em Campina Grande, revela CEO da rede: “cidade que tem um interesse para gente”

3

Negócios

Nova presidente da Abrasel anuncia festivais e cooperativa para movimentar gastronomia da Paraíba: “vários projetos em curso”

4

Negócios

Grupo Mateus compra Novo Atacarejo no Nordeste e se torna gigante do varejo no Brasil

5

Negócios

Mangabeira Shopping: área para embarque e desembarque de passageiros de aplicativo ganhará cobertura