Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Inclusão

Além de João Pessoa, Campina Grande deve ganhar um Centro de Atendimento ao Autista inaugurado até final de março, prevê secretário

Segundo o gestor, projeto similar acontece com a parceria com o Instituto Casa Azul, em Solânea, que atende mais de 150 crianças. A ideia é que demais cidades também tenham espaços como esse.

O CAA oferece atendimento nas áreas de nutrição, psicologia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, e ainda suporte da equipe de serviço social. (Foto: SecomPB)

Por

Além de João Pessoa, Campina Grande deverá ganhar um Centro de Atendimento ao Autista (CAA) inaugurado até final de março. A previsão é do secretário de Desenvolvimento Humano, Tibério Limeira. Em entrevista ao ClickPB, nesta sexta-feira (26), o gestor destacou o projeto como forma de fortalecer a política de inclusão e oferecer atendimento especializado e qualificado às pessoas diagnosticadas com Transtorno do Espectro Autista (TEA).

Segundo o gestor, projeto similar acontece com a parceria com o Instituto Casa Azul, em Solânea, que atende mais de 150 crianças. A ideia é que demais cidades também tenham espaços como esse. "Assim estamos expandindo na região do Conde, através de parcerias com Organizações da Sociedade Civil e temos perspectiva de expandir para outras regiões do estado”, enfatizou.

Por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (Sedh), João Pessoa mantém há um ano um Centro de Atendimento ao Autista (CAA) que desenvolve um trabalho multidisplinar, reunindo diversas áreas do processo terapêutico da pessoa com autismo. Neste mês, foi celebrado os 2.240 atendimentos todos os meses a 304 usuários de 41 cidades do estado. O serviço conta com a parceria da Casa Pequeno Davi.

De acordo com o secretário de estado de Desenvolvimento Humano, Tibério Limeira, o projeto faz com que as políticas públicas para a pessoa com autismo sejam viabilizadas. Para ele, a demanda é muito maior do que a oferta, "mas sem dúvidas o CAA traz uma contribuição muito importante", avaliou.

O CAA oferece atendimento nas áreas de nutrição, psicologia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, e ainda suporte da equipe de serviço social. Os familiares também são assistidos com encaminhamentos para emissão de documentação básica, junto ao Programa Cidadão; orientação jurídica, via parceria, para encaminhamento de Benefícios de Prestação Continuada; além de auxílio às famílias em questões de deslocamento para os atendimentos.  

A nutricionista do CAA, Rebeca Queiroz, afirma que um dos desafios é fazer com que a população e os familiares entendam a importância da nutrição no tratamento do autismo. “Muitas pessoas chegam aqui achando que vamos trabalhar somente demandas específicas de peso como obesidade e sobrepeso. Mas nós vamos trabalhando e explicando como funciona. A nutrição tem um papel fundamental para trabalhar condições clínicas e comportamentais dentro do autismo, como por exemplo: problemas gastrointestinais, alergias alimentares, problemas metabólicos, problemas relacionados à desnutrição ocasionados por uma questão de seletividade ou condições absortivas”, concluiu a profissional. 

Programação de aniversário - Nos dias 25 e 26 de novembro, a programação de aniversário do CAA contou com atividades como oficinas de cuidados com a saúde mental, fotografia em celular e autocuidado; além de momentos de recreação e orientação direcionados aos usuários, seus familiares e a equipe de profissionais do Centro.

Serviço:
Centro de Atendimento ao Autista
Rua Bom Jesus, 649, no bairro do Varjão, em João Pessoa. 
Atendimentos: de segunda a sexta-feira. 
Das 7h30 às 11h30 e das 13h às 17h.
Acesso: Encaminhamento da Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad). 

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Mãe que denunciou vacinação indevida em Lucena diz que crianças tiveram reações e prefeitura não deu suporte

Prefeito de Lucena, Leo Bandeira, vai prestar depoimento ao MPF nesta terça-feira por aplicação de doses vencidas em crianças

Queiroga diz que responsabilidade sobre imunização de crianças com vacinas de adultos é da Secretaria de Saúde de Lucena e aguarda investigações

Prefeitura de João Pessoa realiza testagem de Covid-19 no Busto de Tamandaré, Espaço Gospel e Mangabeira Shopping