Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Saúde

ALPB derruba veto e mantém aprovação de projeto sobre uso de cannabis medicinal em pacientes com doenças graves

Projeto trata da política de prevenção e promoção da saúde de pacientes usuários de ‘cannabis terapêutica’, incentivando a formação de estudos e pesquisas científicas com cannabis.

De autoria da deputada Estela Bezerra, a ideia é contribuir com a difusão de informações e tratar do apoio e suporte técnico para pacientes, seus responsáveis e associações que utilizam a cannabis medicinal. (Foto: reprodução)

Por

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) derrubou o veto do Governo do Estado e manteve a aprovação, na sessão remota desta terça-feira (1º), do Projeto de Lei 1920/2020, que trata da política de prevenção e promoção da saúde de pacientes usuários de ‘cannabis terapêutica’, incentivando a formação de estudos e pesquisas científicas com cannabis. 

De autoria da deputada Estela Bezerra, a ideia é contribuir com a difusão de informações e tratar do apoio e suporte técnico para pacientes, seus responsáveis e associações que utilizam a cannabis medicinal. O texto trata ainda da produção de pesquisas científicas direcionadas a pacientes.

A proposta vai proteger, preservar e ampliar a saúde pública da população por meio de pesquisas que contribuam para minimizar possíveis riscos e danos associados a tratamentos com a “cannabis medicinal”, assim como a informar sobre seus efeitos terapêuticos pertinentes a determinadas patologia.

“Apesar do já comprovado potencial terapêutico das diversas variedades de Cannabis, o acesso pleno aos tratamentos e pesquisas com esta planta tem sido dificultados, principalmente pela falta de informação, pelo preconceito e por interesses de grupos econômicos específicos, inviabilizando o avanço de políticas públicas nesta área”, explicou a Estela.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

João Azevêdo entrega pavimentação, ginásio e autoriza obras em Alagoa Nova, Lagoa Seca e São Sebastião de Lagoa de Roça

João Pessoa segue aplicando D1 para 12+, D3 para 60+ e D2 para demais públicos do plano vacinal

Prefeito Cicero Lucena assina empréstimo no valor de R$ 100 milhões para pavimentação de 500 ruas em João Pessoa

Dois Centros de Educação Infantil em João Pessoa serão os primeiros na testagem para inquérito sorológico nas escolas da Paraíba