Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Pandemia

Apesar de determinação do Ministério da Saúde, João Pessoa mantém vacinação de adolescentes neste sábado e secretário diz: ​“imprudente é não vacinar”

Saúde está finalizando a quantidade de postos de vacinação neste sábado.

Vacinação de adolescentes sem comorbidade esá mantida na capital neste sábado. (Foto: Reprodução)

Por

Apesar de determinação do Ministério da Saúde, a Prefeitura Municipal de João Pessoa mantém a imunização de adolescentes sem comorbidades, neste sábado (18). Ao ClickPB, o secretário municipal de Saúde, Fábio Rocha, disse que “imprudente é não vacinar” e criticou a decisão do órgão federal.

Fábio Rocha informou que a gestão não vai seguir a orientação do Ministério da Saúde. “Nós vamos realizar a vacinação de adolescentes amanhã 12 mais e nós não vamos seguir essa determinação”, afirmou, em conversa com o portal. Ele pontuou que o mundo pensa diferente da decisão do MS ao manter a vacinação do público de adolescentes sem comorbidades.

O secretário acredita que em orientações equivocadas recebidas pelo ministro, que é médico. “Ou tem algo que a gente não sabe. Ou tem um número limitado de vacinas”, frisou, destacando que mais de 90% da população discorda da decisão do MS. Fábio Rocha destacou que a suspensão ocorreu em virtude de um evento adverso que ainda deve ser investigado. “foi evento adverso ou não foi? Vai ser apurado. Digamos que houve um evento adverso em 3 milhões de doses. Um evento adverso em 3 milhões de doses não quer dizer muita coisa”, frisou.

Ainda de acordo com Rocha, é necessário manter a imunização da população de adolescentes porque mais de 3 milhões já foram protegidos com a vacinação contra Covid-19 Lembrou ainda que a vacinação desse público ainda protege outros grupos prioritários como o dos idosos. Para ele, “a conduta prudente nesse momento é vacinarmos a população porque estamos protegendo inclusive os idosos e protegendo também a disseminação da variante Delta. Se a gente for cruzar os braços, não é comportamento esperado no momento. Também não é um comportamento imprudente . Para mim, imprudência é não vacinar”.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Prefeita de Belém consegue mais R$7 milhões para construção de escola em tempo integral no município de Belém

Léo Bezerra autoriza início de obras de reestruturação da Escola Augusto dos Anjos, em João Pessoa

Cabedelo protege mais de 60% de sua população contra a Covid-19

Prazos para pagamento e comprovação da isenção do IPVA de placa com final zero encerram no dia 29 de outubro