Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Fim de semana

​Após repercussão de escândalo da vacinação indevida em crianças, prefeito de Lucena exonera secretário de Saúde

Pelo menos 60 crianças de 4 a 11 anos de idade já tomaram a primeira dose da imunização em Lucena antes da chegada da vacina pediátrica.

Secretário de Saúde de Lucena foi exonerado após escândalo. (Foto: Reprodução)

Por

O secretário de Saúde do município de Lucena, Antônio Paulo, foi exonerado da função após a repercussão do escândalo da vacinação indevida de crianças com vacinas de adultos e vencidas na cidade. A informação foi confirmada pelo ClickPB pela ex-assessoria, mas não foi oficializada ainda. O caso está repercutindo em nível nacional desde a última sexta-feira (14) quando veio à tona a denúncia.

O pedido de exoneração do secretário de Saúde de Lucena já havia sido pedido por vereadores do município. Ao menos 60 crianças de 4 a 11 anos de idade já tomaram a primeira dose da imunização em Lucena antes da chegada da vacina pediátrica que só chegou no Estado na última sexta-feira (14).

De acordo com as mães, as crianças foram vacinadas entre dezembro de 2021 e janeiro deste ano. O Ministério da Saúde informou que acompanha o caso e as crianças que foram vacinadas de forma indevida na cidade de Lucena. A Secretaria de Estado da Saúde (SES-PB) também está monitorando as crianças. 

As crianças, que foram imunizadas contra Covid-19 em uma Unidade Básica de Saúde (UBS) do município de Lucena, no Litoral Norte da Paraíba, serão avaliadas e revacinadas corretamente, segundo disse ao ClickPB, o secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros.  

O portal ClickPB trouxe a denúncia na última sexta-feira (14). Crianças de uma comunidade na zona rural de Lucena haviam sido vacinadas contra Covid-19 com doses que seriam para adultos, antes mesmo da chegada da vacina pediátrica, que só desembarcou em solo paraibano no dia 14 deste mês. No entanto, pelas informações já obtidas pelo secretário de Saúde algumas crianças já haviam sido imunizadas há mais de um mês. 

Além disso, as vacinas aplicadas nas crianças também estavam com o lote vencido. Os responsáveis pela imunização já foram intimados a prestar esclarecimentos. O caso foi parar no Ministério Público Federal (MPF) intimou também o secretário de Saúde de Lucena, Antônio Paulo, para prestar depoimento na próxima terça-feira (18).

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Camila Toscano diz que não definiu voto para presidente: "não tenho rejeição, mas aguardo decisão do partido para me posicionar"

Juíza paraibana prima de Ivonete Ludgério é encontrada morta em prédio onde residia, no Pará

Justiça Eleitoral cassa mandatos de vereadores do MDB de Zabelê por abuso de poder com fraude na cota de gênero

Feira de Flores de Holambra acontece em João Pessoa com mais de 200 espécies de plantas a preços populares