Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Preparativos

Aulas presenciais na rede particular de João Pessoa poderão começar antes do dia 8 de fevereiro após revogação de decreto, diz Sindicato

Em toda a Paraíba são mais de 700 unidades particulares que fazem parte desse Sindicato.

Atividades presenciais na rede particular de João Pessoa deve começar antes do dia 8 de fevereiro. (Foto: Walla Santos)

Por

As aulas presenciais na rede particular de ensino da cidade de João Pessoa poderão começar antes da data prevista para o início que era 08 de fevereiro. A informação foi dada, em entrevista ao ClickPB, pelo presidente do Sindicato das Escolas Particulares da Paraíba (Sinepe), Odésio Medeiros. Isso ocorre após revogação de decreto municipal e autorizar o retorno das atividades presenciais. 

Odésio Medeiros comentou que as instituições estão prontas para receber os estudantes no início do ano letivo. Em toda a Paraíba são mais de 700 unidades particulares que fazem parte desse Sindicato. “Nós já estávamos preparados para começar as atividades presenciais a qualquer momento e o mais rápido possível”, disse ao ClickPB. 

Ainda de acordo com o presidente do Sinepe, após a revogação do decreto e publicado outro, as unidades já estão autorizadas a funcionar de forma presencial. Algumas escolas particulares podem começar as aulas presenciais antes do dia 08 de fevereiro.

As instituições com ensino médio geralmente começam gradativamente por séries.
no entanto, frisou que os pais que quiserem optar pelo online pode fazer. “Mas a vacina já está chegando”, frisou.

Na sexta-feira (15), o prefeito Cícero Lucena (Progressistas) anunciou a revogação do decreto que impedia o funcionamento presencial. Várias instituições entraram na Justiça e conseguiram liminar para funcionar. 

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Bruno Farias revela descaso na gestão Cartaxo na proteção da barreira do Cabo Branco: "nunca foi falta de recursos, mas de um gestor"

Redução do número de funcionários é apontado como motivo para filas gigantescas em bancos na Paraíba; sindicato cobra cumprimento de protocolos

Em nota, Prefeitura de Campina Grande afirma que ainda não existe posição oficial sobre o cancelamento do São João

Morre Fernando Monte, professor aposentado da UFPB, por complicações da Covid-19