Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Xenofobia

BBB: Enquete aponta que apenas 18% das pessoas suportariam provocações que paraibana Juliette tem sofrido

Vítima de xenofobia, xingamentos e preconceito da cantora paranaense Karol Conká, Juliette tem sido defendida nas redes sociais e ganhou espaço fora da casa.

Com seu jeito efusivo e extrovertido, Juliette tem mostrado para todo o país a alegria do povo paraibano. (Foto: Reprodução)

Por

Uma enquete realizada pelo Portal ClickPB através do seu perfil no Instagram revela que apenas 18% dos internautas aguentariam as provocações que a advogada e maquiadora paraibana Juliette Freire tem sofrido nesta edição do Big Brother Brasil.

Vítima de xenofobia, xingamentos e preconceito da cantora paranaense Karol Conká, Juliette tem sido defendida nas redes sociais e ganhou espaço fora da casa. A prova disso é que seu perfil no Instagram tem crescido em larga escala, passando os 3,9 milhões de seguidores, enquanto Karol Conká tem perdido dia após dia seguidores, somando atualmente 1,4 milhão de seguidores.

Com seu jeito efusivo e extrovertido, Juliette tem mostrado para todo o país a alegria do povo paraibano. Esse jeito da paraibana fez com que participantes como a cantora paranaense se incomodar e iniciar uma série de ataques à advogada, chamando de mal educada, xingando e fazendo uma série de provocacões que, cada vez mais repercutem de forma negativa dentro e fora das redes.


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Paraíba registra um óbito, 66 novos casos e 26% de ocupação de leitos Covid-19

Sessenta crianças do município de Lucena tomaram vacina contra Covid-19 para adultos, diz Geraldo Medeiros

Crianças imunizadas indevidamente em Lucena serão avaliadas e revacinadas no período de 30 dias, diz secretário de Saúde da Paraíba

Passageiros protestam contra cancelamento de voos e falta de funcionários da empresa Azul no Aeroporto Castro Pinto, na Paraíba