Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Luto

Lena Guimarães consolidou carreira no jornalismo paraibano e se tornou referência para a imprensa

Quando deixou Cajazeiras com destino à capital, João Pessoa, para completar seus estudos, conseguiu conciliar a vida universitária com o trabalho nas redações.

Sua morte prematura foi sentida por vários setores da sociedade paraibana (Foto: Reprodução)

Por

Natural da cidade de Cajazeiras, no Sertão do Estado da Paraíba, Regirlene Rolim Guimarães, mais conhecida como Lena Guimarães, ingressou no jornalismo ainda durante a adolescência, quando começou a frequentar a redação da Rádio Alto Piranhas enquanto cursava o segundo grau. Quando deixou Cajazeiras com destino à capital, João Pessoa, para completar seus estudos, conseguiu conciliar a vida universitária com o trabalho nas redações.

Lena Guimarães faleceu nesta segunda-feira (18), aos 62 anos de idade. A jornalista paraibana estava internada em um hospital particular de João Pessoa e foi vítima de falência múltipla dos órgãos. Há algum tempo ela enfrentava um câncer no pâncreas.

A trajetória de Lena no jornalismo paraibano foi vasta e conseguiu muito destaque, principalmente se tratando da editoria de política local. Ela passou, praticamente, por todos os cargos na carreira jornalística. Lena atuou como repórter, redatora e Chefe de Reportagem no jornal A União, também já foi editora dos cadernos de Cultura, Cidades, Economia e Política do Correio da Paraíba, além de editora-geral do jornal O Momento. A jornalista também atuou como correspondente regional da Folha de São Paulo e do Jornal do Brasil.

Em 2009 aceitou o convite do governador José Maranhão para ocupar o cargo de secretária de Comunicação do Estado da Paraíba. Ela permaneceu no posto até o fim do mandato do governador, em 2010. Logo depois, aceitou convite para assumir a coordenação de marketing da Unimed João Pessoa.

Atualmente, Lena mantinha uma coluna diária no jornal Correio da Paraíba. Ela também atuava como comentarista política em programas da TV Correio. Além de jornalista, Lena Guimarães também era advogada. Ela tinha especialização em Marketing pela FGV e MBA em Derivativos e Informações Econômico-financeiras pela FIA-USP.

Lena Guimarães era integrante de uma das famílias fundadoras de Cajazeiras, os Rolim e Albuquerque. Era filha de Reginaldo de Melo Guimarães (in memoriam) e Maria Irene Rolim Guimarães.

Ela foi casada com o também jornalista Nonato Guedes, com quem teve um filho, o publicitário Daniel Guimarães Guedes de Aquino.

Sua morte prematura foi sentida por vários setores da sociedade paraibana. Os colegas da imprensa, os políticos, os leitores e várias entidades já manifestam seu pesar desde quando a notícia foi dada. Como não poderia deixar de ser, Lena Guimarães colecionava homenagens em razão da importância de seu trabalho no meio jornalístico.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal ClickPB não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.

Destaque

ir para editoria →

Pacientes passarão a usar pulseiras de identificação no hospital Metropolitano com cores diferentes para cada patologia

Sequência de alta do petróleo deixa gasolina mais cara e consumidor sente o peso no bolso com o litro a mais de R$ 4,30 em João Pessoa

Tribunal de Justiça da Paraíba conquista Selo Prata de Qualidade pelo Conselho Nacional de Justiça

'EXCLUSIVO' Reflexos da eleição: desembargador e juiz do TRE-PB testam positivo para covid-19