Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Pandemia

Cardiologista revela sequelas no coração de pacientes paraibanos curados da Covid-19

Para o médico, os paraibanos necessitam ter equilíbrio para cuidar do coração. O ritmo de vida contemporânea sufocante, a rotina estressante e o consumo de alimentos ricos em gordura, açúcar e sal, além do sedentarismo, contribuem para o aparecimento de problemas no coração.

O cardiologista ainda destaca que essas sequelas podem aparecer meses depois, quando aparecem pacientes com dor no peito e palpitações e, através de um ecocardiograma, identifica-se o problema, como a cardiomegalia, conhecida como coração crescido. (Foto: reprodução)

Por

Sequelas cardíacas aparecem tardiamente em paraibanos que se curaram da Covid-19. Essa foi a revelação que o médico cardiologista Valério Vasconcelos fez ao programa Arapuan Verdade, da Arapuan FM, nesta terça-feira (20), conforme apurou o ClickPB. 

Dr° Valério destacou que, entre as sequelas da Covid-19, tem percebido situações diversas que podem levar a problemas cardiológicos. "Tinham, no começo da pandemia, pessoas cardiopatas que manifestavam a doença da forma mais grave, levando inclusive ao óbito. Hoje, identificamos que pessoas mesmo assintomáticas podem ter sequelas", ressaltou.

O cardiologista ainda destaca que essas sequelas podem aparecer meses depois, quando aparecem pacientes com dor no peito e palpitações e, através de um ecocardiograma, identifica-se o problema, como a cardiomegalia, conhecida como coração crescido.

"Temos vistos alguns atletas sem condicionamento de atletas que foram infectados. A falta de ar pode acontecer com todos e há relatos de atletas que, após a cura da Covid, morreram subitamente após voltar à rotina de atleta", revelou o cardiologista.

Para o médico, os paraibanos necessitam ter equilíbrio para cuidar do coração. O ritmo de vida contemporânea sufocante, a rotina estressante e o consumo de alimentos ricos em gordura, açúcar e sal, além do sedentarismo, contribuem para o aparecimento de problemas no coração.

"É preciso gerenciar o stress, realizar atividade física e se alimentar de forma equilibrada, além de consultar um cardiologista. O procedimento é fazer uma avaliação e exames. As pessoas ganharam muito peso nessa pandemia e precisam mudar essa rotina. O retorno para a atividade física tem que ser feito de forma lenta e gradual", destacou o médico.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Eleições OAB-PB: Luciano Pires anuncia apoio à Maria Cristina Santiago

Brasil vence a Argentina com placar de 3x1 em jogo no Amigão, em Campina Grande

Confira os pratos feitos com queijos de vaca e cabra no Festival dos Queijos de Soledade

Faixas exclusivas de ônibus são liberadas para tráfego de qualquer veículo até o dia 26 de setembro, diz superintendente