Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Investigação

"Coceira misteriosa": Paraíba notificou sete casos suspeitos e analisa se há semelhança com doença registrada em Pernambuco

Na semana passada, a SES-PB emitiu uma nota técnica aos profissionais para que se atendessem pacientes com suspeitas notificassem o caso.

Surto de coceiras em Pernambuco é registrado desde a semana passada após alerta das secretarias de Saúde. (Foto: Reprodução - Ilustrativa)

Por

Na semana passada, a Secretaria de Estado da Saúde (SES-PB) emitiu uma nota aos profissionais de saúde para que notificassem casos suspeitos de lesões e coceiras na pele por conta do surto registrado no Grande Recife, em Pernambuco. Após isso, sete notificações já foram realizadas e se analisa se há semelhanças com a doença que ocorre no estado vizinho.

“Alguns casos já foram notificados e estão sendo analisados se se trata da mesma doença de Pernambuco ou não. Tem casos notificados, mas que ainda não foram confirmados”, informou ao ClickPB, o secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, que não informou em quais cidades foram notificados os casos. Os profissionais de saúde devem continuar atentos aos possíveis casos e notificar a SES-PB. “Esses casos são analisados e dependendo da análise é que se decide se é semelhante de Pernambuco ou não”, reforçou.

Na última quinta-feira (25), a SES-PB emitiu uma nota técnica aos profissionais da área de saúde do estado para que se atendessem pacientes com suspeitas notificassem o caso à Secretaria de Saúde. Após o alerta, algumas pessoas procuraram as unidades de saúde do Estado. A orientação é que, caso a população apresente sintomas, procure os profissionais para verificar se há semelhanças com a doença registrada no estado vizinho ou se trata de lesões decorrente de outras dermatites.

As secretarias do Grande Recife têm várias linhas de investigação do que seria as lesões e coceiras na pele. Uma das linhas mais fortes é a de que seja escabiose (sarna humana) resistente à Ivermectina - que é utilizado para o tratamento da doença. A suspeita é de que o abuso desse medicamento, que fez parte de um 'kit Covid', pode ter causado esse problema. No entanto, ainda se investiga a relação. 

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Pluviômetros instalados em sete bairros de João Pessoa auxiliam Defesa Civil no monitoramento de chuvas

Maior São João do Mundo deve gerar mais de dois mil empregos diretos e indiretos em Campina Grande, prevê Associação

Confira os 12 trechos de praias impróprios para banho no Litoral da Paraíba neste domingo

Dupla suspeita de roubo de bicicleta na orla é presa em João Pessoa