Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Fiscalização

Com aumento da Covid-19, Adalberto Fulgêncio diz que Prefeitura de João Pessoa não vai autorizar eventos de grande porte: "vamos indeferir"

"Tem que pedir uma autorização prévia para a realização desses eventos. E diante do aumento de casos de Covid-19, nós vamos indeferir todas as solicitações que chegarem", disse o secretário.

"Vamos fiscalizar e interditar. Se o bar e restaurante não cumprir o que está no decreto, corre o risco de ser multado, notificado e interditado", explicou o secretário. (Foto: Walla Santos/ClickPB/Arquivo)

Por

O secretário de Saúde da Capital, Adalberto Fulgêncio, informou ao ClickPB, nesta quarta-feira (2), que a Prefeitura de João Pessoa não vai permitir a realização de eventos de grande porte enquanto durar esse aumento de casos de Covid-19 na região. Ele disse que, mesmo que os organizadores apresentem projeto solicitando autorização prévia, esses pedidos serão indeferidos.

"Tem uma Portaria no Semanário que fala desse pedido de autorização prévia. Tem que pedir uma autorização prévia para a realização desses eventos. E diante do aumento de casos de Covid-19, nós vamos indeferir todas as solicitações que chegarem", declarou Adalberto Fulgêncio ao ClickPB.

Questionado se a Prefeitura de João Pessoa está, de fato, fiscalizando as aglomerações em bares, restaurantes e outros estabelecimentos, o secretário municipal de Saúde informou que a Vigilância Sanitária tem atuado para coibir o descumprimento das normas sanitárias.

"Vamos fiscalizar e interditar. Se o bar e restaurante não cumprir o que está no decreto, corre o risco de ser multado, notificado e interditado", explicou.

Adalberto Fulgêncio lembrou da necessidade de distanciamento entre pessoas, do limite de até quatro clientes por mesas em bares e restaurantes e do uso de máscaras e protetor facial por parte dos funcionários.

A Paraíba tem registrado aumento no número de casos de Covid-19 e de internações na rede pública e privada hospitalar.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Promotora do Ministério Público convoca audiência e manda notificar secretário de Gado Bravo, acusado de 'furar' fila da vacina contra Covid-19

Amostras de oito pacientes transferidos de Manaus para João Pessoa apresentaram carga viral alta e serão sequenciadas para saber se é nova variante

Fura-filas na vacinação contra covid-19 na Paraíba pode acarretar crime de improbidade administrativa, alerta procurador-geral

Prefeito de Brejo do Cruz publica decreto que autoriza sacrifício de animais abandonados