Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Discussão

Comissão eleitoral da UFPB se reúne para avaliar nulidade da votação para o cargo de reitor da instituição

O documento do parecer foi assinado pelo procurador geral da UFPB, Carlos Octaviano Mangueira. A consulta ocorreu na quarta-feira (26) da semana passada, de forma on-line.

Comissão se reúne para avaliar relatório da votação para o cargo de reitor (Foto: Walla Santos)

Por

A Comissão Eleitoral da consulta para o cargo de reitor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) se reuniu nesta quarta-feira (02) para avaliar o relatório da consulta prévia para o reitorado da instituição. Nesse relatório, a comissão avalia a nulidade da votação. O parecer só será enviado para o Conselho Universitário na próxima terça-feira (08) para aprovação. 

Nessa terça-feira (01), a Procuradoria da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) emitiu parecer por anulação da votação que resultou como vencedora a chapa 2, das professoras Terezinha Domiciano e Mônica Nóbrega. O documento foi assinado pelo procurador geral da UFPB, Carlos Octaviano Mangueira. A consulta ocorreu na quarta-feira (26) da semana passada, de forma on-line. 

As discussões ganharam destaque após denúncias anôminas terem sido encaminhadas a Comissão Eleitoral questionando o resultado ao apontar uma possível fraude na consulta. A informação é de que estudantes que não são regularmente matriculados na instituição teriam conseguido votar.

A Superintendência de Tecnologia da Informação (STI) da UFPB afirma que a consulta ocorreu dentro da normalidade, sem indício de fraude. A STI informou que 231 alunos matriculados em cursos de extensão votaram, mas eles tinham direito a voto, pois mantinham outros vínculos com a instituição.

Leia mais:

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal ClickPB não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.

Destaque

ir para editoria →

Ministério Público pede afastamento cautelar de prefeita ao denunciar fraudes e superfaturamento em Diamante e desembargador dá 15 dias para defesa

Justiça Eleitoral condena candidato à reeleição em Barra de São Miguel a pagar multa de R$ 20 mil por usar 'paredão de som' em carreata e promover aglomeração durante pandemia

Faltando 18 dias para o primeiro turno, Justiça eleitoral registra mais de mil denúncias de irregularidades em campanhas na Paraíba

TCE-PB rejeita contas de ex-prefeito, aponta débito de R$ 9 milhões e investimento abaixo do mínimo exigido em educação e saúde