Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Condenação

Condenado homem que atacou e pediu nudes à Daniella Ribeiro durante campanha eleitoral

Ary Washington da Silva Júnior, cometeu ataques nas redes sociais e chegou a ‘pedir nudes’ à Daniella que na época era candidata ao Senado.

Daniella Ribeiro disse que se sente aliviada com a resolução do caso e fez um apelo para que situações dessa natureza não se propaguem (Foto: Reprodução)

Por

O homem que atacou e pediu nudes à Daniella Ribeiro foi condenado, nesta sexta-feira (19), em João Pessoa. Ary Washington da Silva Júnior, cometeu ataques nas redes sociais e chegou a ‘pedir nudes’ à Daniella que na época era candidata ao Senado. 

A audiência aconteceu no Fórum Eleitoral de João Pessoa. O Ministério Público condenou Ary à pena restritiva de direitos e terá de entregar cestas básicas por 24 meses a uma instituição de caridade. A audiência foi conduzida pelo juiz eleitoral Sílvio José da Silva.

As ofensas aconteceram em setembro, quando o autor responsável pelo perfil @comedia_zero divulgou mensagens de teor ofensivo e depreciativo enquanto Daniella participava de um debate com os demais candidatos ao cargo de senador. 

Para o advogado Diego Fabrício, que representa a senadora, a pena imposta ao autor traz consigo, além da ação corretiva, um caráter educativo. 

“Esse caso serve de alerta para quem tenta se esconder atrás de perfis falsos com o intuito de atacar a honra e a imagem de terceiros. Esse caso é emblemático porque o autor foi identificado e devidamente responsabilizado pelos seus atos”, afirmou. 

Já Daniella Ribeiro  disse que se sente aliviada com a resolução do caso e fez um apelo para que situações dessa natureza não se propaguem. 

“Infelizmente muitas pessoas com intenções duvidosas usam a internet para atacar, ofender, e até ameaçar. Aconteceu comigo e eu, de imediato, denunciei. Espero que todas as vítimas de crimes cibernéticos também denunciem para que os casos não fiquem impunes e não sirvam de incentivo”, declarou. 

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

MPF obtém liminar para encerrar lixão em comunidades quilombolas no Sertão paraibano

Abaixo-assinado pelo fim da prática de vaquejada em Cuité consegue mais de 30 mil assinaturas

Claro tem recurso negado e deve pagar indenização a cliente por cobrança indevida de contrato fraudulento

Marcos quer revogar título de Cidadão Pessoense a Bolsonaro e diz que PT tem nomes para disputar a prefeitura