Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Após denúncia

Coordenador da defesa civil de João Pessoa explica o surgimento de pedras na praia do Cabo Branco

Além das pedras sedimentares e seixos, também há pedras que se soltaram de gabiões construídos há alguns anos para proteção da calçadinha.

De acordo com Noé Estrela, as pedras não são da obra de enrocamento da barreira (Foto: Reprodução)

Por

O coordenador da Defesa Civil de João Pessoa, Noé Estrela, esclarece que as rochas que aparecem na extensão da praia de Cabo Branco, são rochas sedimentares e seixos já existentes há milhares de anos no mar, sendo inverídica, a informação de que pedras que estão sendo colocadas na obra de proteção da falésia do Cabo Branco tenham se deslocado para a extensão a faixa de areia da praia.

Segundo ele, a distância da obra do enrocamento do sopé da barreira para o local onde foram flagradas as pedras na praia é de mais de 400 metros, o que tornaria impossível sua chegada pela força do mar. Além das pedras sedimentares e seixos, também há pedras que se soltaram de gabiões construídos há alguns anos para proteção da calçadinha.

Apesar disso, ele afirma que estas rochas, mesmo não sendo as mesmas utilizadas na obra da Barreira do Cabo Branco, não prejudicam a área, uma vez que estão auxiliando na proteção da calçadinha quando há picos de ondas de mais de dois metros.


Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Veja o que é permitido e vedado na campanha para Reitoria da UFPB

Passageiros de ônibus de Campina Grande terão direito a passagens em dobro a partir desta sexta-feira

Hotéis e pousadas retomam as atividades com 70% da capacidade no município do Conde; bares e restaurantes também foram liberados

Governo entrega equipamentos para ampliação de leitos no Vale do Piancó