Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Artesanato e Gastronomia

Feira das Mulheres Empreendedoras movimenta fim de semana em Cabedelo

O evento acontece no Casarão do Padre, a partir das 18h.

A Feira possibilita aos visitantes conhecer o trabalho das artesãs e alguns até despertam o interesse de se juntar ao grupo. (Foto: Divulgação)

Por

A Prefeitura Municipal de Cabedelo (PMC), por meio da Secretaria de Cultura (Secult), abre as portas para a realização de exposições, encontros, mostras e feiras em seus espaços culturais. Exemplo disso é a Feira de Artesanato e Gastronomia do grupo Mulheres Empreendedoras de Cabedelo (MEC), que começou na sexta-feira (24) e segue até o domingo (26). 

O evento acontece, no Casarão do Padre – Espaço Criativo, localizado na Praça Getúlio Vargas, sempre a partir das 18h. 

Na ocasião, estão sendo expostos e vendidos produtos confeccionados por mulheres da comunidade artesã local. Além disso, o evento conta com atrações culturais, espaço para recreação infantil e produtos gastronômicos

De acordo com o secretário de Cultura, Igobergh Bernardo, uma das principais intenções da Secult é preencher a programação anual  do Casarão oferecendo uma nova opção de lazer, entretenimento e cultura da cidade, valorizando as potencialidades locais.

"As Mulheres Empreendedoras abrem os eventos deste porte que irão acontecer no Casarão do Padre. No ano passado fizemos um inventário dos grupos culturais existentes na cidade e conseguimos selecionar quatro coletivos artísticos de artesanato. A ideia experimental é que esses coletivos possam montar seus eventos periodicamente ao longo do ano, se apropriando do Casarão e, quando estivermos no período de alta estação ou datas estratégicas, que todos estejam trabalhando juntos, de forma colaborativa", destacou o secretário, lembrando que a promoção destes eventos recebem o incentivo do edital 013/2020 da Lei Aldir Blanc, além de também integrarem o Plano de Economia Criativa + Cabedelo.

O grupo MEC foi fundado desde 2017 e, atualmente, é composto por 16 mulheres empreendedoras  em diversas áreas de artesanato, gastronomia e comércio. Elas promovem a feira desde agosto 2018 e já levaram a iniciativa para vários pontos da cidade. Desde o início da pandemia, o grupo havia paralisado as atividades e agora volta aos poucos adotando todas as medidas cabíveis.

A coordenadora do grupo MEC, artesã crocheteira Catarina Barbosa, comemorou a iniciativa. "O objetivo do MEC é sempre buscar o reconhecimento para o trabalho dessas mulheres. As mulheres precisam dessa libertação e independência, por isso a importância do apoio e valorização. É isso que esperamos da gestão atual, por isso agradecemos todo apoio que recebemos das Secretarias. Esperamos que os cabedelenses venham conhecer o trabalho dos pequenos empreendedores, pois a gente começa vendendo um pastel e em breve podemos abrir uma pastelaria", afirmou a artesã.

"Isso aqui é  muito importante porque valoriza o trabalho do artesão e da cidade, pois muitas pessoas vão comprar em outra cidade. Mas Cabedelo tem muita gente boa que trabalha com artesanato. O apoio da Secult é fundamental", completou Jailma Rocha, aposentada e artesã na área de patchwork há mais de 20 anos.

A Feira possibilita aos visitantes conhecer o trabalho das artesãs e alguns até despertam o interesse de se juntar ao grupo. Foi o que aconteceu com a aromaterapeuta curitibana Rosane Adriano, que está morando em Cabedelo desde o mês de março estava prestigiando a Feira.

"Eu vim prestigiar porque achei esse grupo no Instagram e achei maravilhoso o movimento de valorização dos artistas locais, e um dia pretendo até participar. Aqui eu vi produtos maravilhosos e entendi que essas mulheres juntas ficam mais fortes e capazes de estarem presentes e competitivas no comércio. Como é um trabalho local tem que ser valorizado e o Poder Público tem essa prerrogativa".

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Cabedelo libera mais de R$ 115 mil em crédito para MEIs

Tribunal de Justiça da Paraíba começa a receber custas judiciais através do PIX a partir de novembro

Hospital Municipal do Valentina, em João Pessoa, realiza 47 mil atendimentos em nove meses

Reforço das rondas da Guarda Civil Metropolitana resulta na prisão de suspeito de furtos em cemitério de João Pessoa