Rafinha 2.0

VÍDEO: galinha usando coleira e corrente é vista passeando com homem em Patos

Acorrentada, a galinha segue tranquilamente o passeio por uma calçada. Fato foi gravado por um homem, que mostrou incredulidade com a cena.

Patos, Galinha, Corrente, Coleira

Cena foi gravada perto de um hotel em Patos (Foto: Patos Zoeiro)

Uma galinha usando coleira e corrente foi avistada passeando em uma calçada de Patos, município do Sertão paraibano. O fato inusitado foi publicado nessa segunda-feira (10) no perfil Patos Zoeiro no Instagram.

Como visto pelo ClickPB, o homem que grava o vídeo mostra incredulidade com a cena. Nas imagens, é possível ver um senhor segurando uma corrente. Do outro lado do objeto está o animal, acorrentado e usando uma coleira.

“Rapaz não estou vendo isso não, viu? O cara dando uma voltinha com uma galinha, rapaz. Agora me encabulou. Tu é doido?”, afirmou o homem que gravou a cena.

Galinha Rafinha 2.0

O caso faz lembrar a lendária galinha Rafinha, animal de estimação que foi roubado da tutora em 2012 e ganhou destaque nacional. Na época, a aposentada Genecira Maria, tutora de Rafinha, fez diversos apelos públicos para que o ladrão da galinha a devolvesse. No entanto, Rafinha nunca mais foi vista.

O caso, já com destaque nacional, motivou moradores da cidade a realizar um enterro simbólico da galinha. Cerca de mil pessoas participaram da homenagem, que contou com caixão e cortejo até o cemitério São Miguel, em Patos.

Veja abaixo o vídeo que mostra o passeio da galinha:

Veja abaixo a publicação do @patoszoeiro:

 

COMPARTILHE

Bombando em Paraíba

1

Paraíba

Motorista fica preso às ferragens após capotamento de caminhão na BR-101 na Paraíba

2

Paraíba

Prefeitura de Queimadas desembolsa R$ 1 milhão com quadra poliesportiva

3

Paraíba

Umbuzeiro pode gastar mais de R$ 140 mil em dentaduras

4

Paraíba

Homem morto em shopping de João Pessoa era líder de organização criminosa que movimentou mais de R$ 250 milhões

5

Paraíba

Kiu declara apoio a Fábio Andrade na disputa pela vaga do Quinto Constitucional no TJPB