Articulação

Jhony Bezerra cita Bruno Cunha Lima isolado e diz que pode ceder cabeça de chapa para Romero Rodrigues: “nome de peso” 

Jhony Bezerra afirmou que “cada um tem que pensar no que é melhor para Campina e como se pode construir um time para vencer as eleições".

venceremos, Campina Grande, Jhony Bezerra , Romero Rodrigues

Jhony Bezerra. (Foto: Reprodução)

Jhony Bezerra, secretário de Saúde da Paraíba, e um dos nomes cotados para disputar a Prefeitura de Campina Grande, afirmou, nesta sexta-feira (12), no programa Arapuan Verdade, que ainda está em discussão com o governador João Azevêdo a formação da chapa que vai disputar a eleição na Rainha da Borborema. Como acompanhou o ClickPB, ele destacou ainda que não está descartada uma formação com o deputado Romero Rodrigues que, inclusive, poderá ser cabeça de chapa. 

Conforme o secretário, o PSB hoje tem envergadura para disputar a majoritária em Campina Grande e que a chapa mais competitiva hoje é a do PSB. “A oposição tem feito o seu dever de casa, dialogando com as principais lideranças no projeto de oposição. Temos até junho para decidir tudo isso. O que envolver a desincompatibilização, não há dependência de Romero e também não há portas fechadas”, enfatizou. 

Ele disse que está aberto para compor com Romero também, cedendo a cabeça para ele. “Cada um tem que pensar no que é melhor para Campina e como se pode construir um time para vencer as eleições. A discussão no momento é fortalecer o projeto com os 13 partidos. Romero vindo, serão 14. O nome de Romero é de peso, pontua bem nas pesquisas. A decisão dele de participar do processo tem que levar em consideração como faremos esse arranjo com os partidos que compõem a nossa frente de oposição. A decisão envolve os partidos, Jhony, PSB, o governador”. E garantiu: “Até junho teremos o nome da oposição. Até lá, teremos resolvido todas essas pendências e definido o nome da oposição, inclusive compondo com Romero Rodrigues”, acrescentou.

Jhony Bezerra também disse que ainda não sabe quando e se deixará a Secretaria de Saúde. “Estamos nessa discussão. Essa decisão passa pelo governador. Nosso nome está posto à disposição. Temos coragem e conhecimento necessário para mudar a situação caótica que é a gestão em Campina Grande hoje”, avaliou.

O secretário disse que faz parte de um governo, de um partido. “Somos liderados pelo governador João Azevedo. Não estou aqui para impor meu nome. Estou para contribuir, e o governador tem tido um diálogo muito transparente”. 

Além disso, segundo ele, Romero Rodrigues não é condicionante para esta decisão. Johny observou que a oposição tem trabalhado nomes e projetos e que a política se faz com diálogo. “Tem que conversar com toda e qualquer liderança política que queira contribuir. Romero tem dado sinais. A formação da chapa do Podemos é importante. Em Campina Grande, o prefeito Bruno está isolado. É só olhar as chapas dos vereadores”. 

Jhony concluiu afirmando que a intenção é trazer um modelo de gestão eficiente como é no governo do estado. “Em João Pessoa tem uma parceria exitosa do governo do estado com o prefeito Cícero. O campinense não engole mais esse discurso. Temos que fazer uma transformação necessária para ser a cidade do desenvolvimento”. 

Jhony Bezerra.
Romero Rodrigues é possível nome para disputar a Prefeitura de Campina Grande.
joão azevêdo
Governador João Azevêdo.

Confira também

Jornalista Clilson Júnior chama Bolsonaro de covarde e questiona presença do ex-presidente em João Pessoa

 

COMPARTILHE

Bombando em Paraíba

1

Paraíba

Loja da Paraíba é condenada a indenizar consumidora em R$ 4 mil por não cumprir seguro de celular; saiba qual

2

Paraíba

Sudema notifica restaurante para remover lançamento de água suja para a areia da praia em João Pessoa

3

Paraíba

Luciano Cartaxo descarta intriga e diz que federação PT com PV e PcdoB está unida: “não tem mais batalha, tudo definido”

4

Paraíba

“Pronto para receber de braços abertos”, diz Nilvan sobre aliança com o PSB; partido deve indicar vice

5

Paraíba

Cartaxo diz que escolha de Amanda Rodrigues como pré-candidata a vice traz fortalecimento das mulheres na gestão pública