Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Calvário

Justiça bloqueia quatro imóveis e títulos previdenciários de Ricardo Coutinho após negar recurso para desbloqueio de bens

O Ministério Público da Paraíba opinou pela manutenção do sequestro de bens e indeferimento do recurso, como foi feito pelo juiz.

Ricardo Coutinho em audiência de custódia da Operação Calvário, após ser preso no âmbito da Operação Calvário. (Foto: Walla Santos/ClickPB/Arquivo)

Por

O juiz Wolfram da Cunha Ramos, da 3ª Vara Criminal de João Pessoa, determinou o bloqueio de quatro imóveis e de R$ 2,4 milhões em títulos de previdência de Ricardo Coutinho. A decisão partiu do magistrado ao indeferir um recurso do ex-governador para suspender o bloqueio de bens já realizado em decisão passada. O Ministério Público da Paraíba opinou pela manutenção do sequestro de bens e indeferimento do recurso, como foi feito pelo juiz.

Ricardo é réu na Operação Calvário, investigado e apontado como líder de organização criminosa que desviou mais de R$ 134 milhões da Saúde e Educação do Estado da Paraíba.

Confira aqui a decisão.

Na decisão, o magistrado destacou: "Na espécie, consta dos autos extrato de detalhamento de ordem judicial de bloqueio de valores do Banco Central do Brasil (BacenJud 2.0) revelando que o valor retido na conta do requerente foi de R$56.911,51 (cinquenta e seis mil, novecentos e onze reais e cinquenta e um centavos), sendo que o montante a ser bloqueado, deferido na cautelar, é no importe de R$6.597.156,19 (seis milhões, quinhentos e noventa e sete mil, cento e cinquenta e seis reais e dezenove centavos)."

O juiz então determinou: "Dessa forma, objetivando garantir a efetividade da medida cautelar, DEFIRO O PLEITO ministerial e determino o bloqueio dos valores constantes em plano de previdência privada em nome de Ricardo Vieira Coutinho, estimados em R$2.492.194,00 (dois milhões, quatrocentos e noventa e dois mil, cento e noventa e quatro reais)."

Após anunciar o bloqueio de previdência privada, o juiz relata que "diante do exposto, repito, como os valores até aqui bloqueados não foram suficientes para garantir a efetividade da medida cautelar, em relação ao investigado, DEFIRO O PLEITO MINISTERIAL E DETERMINO O BLOQUEIO DOS SEGUINTES IMÓVEIS REGISTRADOS EM NOME DE RICARDO VIEIRA COUTINHO."

Foram bloqueados um imóvel no Condomínio Bosque das Orquídeas, no Portal do Sol, em João Pessoa, terrenos na Ponta do Seixas, também na Capital, um imóvel no Bairro dos Estados e um terreno em Bananeiras.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal ClickPB não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.

Destaque

ir para editoria →

Em ano de pandemia e sem festejos juninos, Vila Sítio São João promove Natal 'nordestino' com programação até janeiro

Ciclista morre após ser atropelado por carro em trecho da BR-101 na Região Metropolitana de João Pessoa

Monitor de Secas indica aumento de 61,7% da área com seca na Paraíba durante o mês de setembro

Faltando menos de um mês para o primeiro turno, quatro cidades da Paraíba pedem reforço de tropas federais nas eleições