Em 2012

Mais de dez anos após o crime, ‘Barbárie de Queimadas’ será mostrada no Linha Direta da próxima semana

No dia 12 de fevereiro de 2012, cinco mulheres foram vítimas de um estupro coletivo e duas delas foram assassinadas.

Mais de dez anos após o crime, ‘Barbárie de Queimadas’ será mostrada no Linha Direta da próxima semana

Eduardo dos Santos foi condenado por dois homicídios, formação de quadrilha, cárcere privado, corrupção de menores, porte ilegal de arma e estupros — Foto:Reprodução

Na noite de ontem (4) o programa Linha Direta reestreou na Rede Globo trazendo o caso do sequestro e assassinato da adolescente Eloá no dia 17 de outubro de 2008. O caso foi acompanhado pelo país inteiro, e o criminoso, Lindemberg Alves Fernandes, é paraibano, natural da cidade de Patos. Atualmente Lindemberg cumpre pena no regime semi-aberto. 

Na próxima semana, a Paraíba está novamente em destaque no programa. Será contado o caso que ficou conhecido como  “Barbárie de Queimadas”.  No dia 12 de fevereiro de 2012, cinco mulheres foram vítimas de um estupro coletivo e duas delas foram assassinadas.  O Linha Direta começa às 23h, nas quintas-feiras.

Tudo começou quando os irmãos Luciano e Eduardo dos Santos Pereira organizaram o aniversário de um deles e convidaram sete mulheres, nove homens e três adolescentes para a festa que aconteceu em uma casa no Centro de Queimadas. Os homens presentes planejaram realizar um estupro coletivo durante a festa.

Eduardo e Luciano forjaram um assalto e entraram encapuzados na residência. Os criminosos combinaram que apagariam o sistema de energia e invadiriam a casa com máscaras de carnaval se passando por assaltantes. As vítimas então seriam amarradas, vendadas e estupradas.

Duas mulheres que estavam na residência e não foram alvo do estupro coletivo são justamente as esposas de Eduardo e Luciano.

Enquanto era estuprada, a professora Izabella Pajuçara, de 27 anos, se debateu e conseguiu identificar Eduardo. A partir daí, os abusos foram interrompidos e os homens fugiram de carro levando Izabella Pajuçara e a recepcionista Michele Domingos, de 29 anos, que teria ouvido a fala da amiga reconhecendo o estuprador.

Michele chegou a pular do carro em movimento, mas recebeu quatro tiros e morreu. Já Izabella foi encontrada morta na estrada que liga Queimadas a Fagundes.

Em 2014, Eduardo dos Santos Pereira foi condenado a 108 anos de prisão, já Luciano dos Santos Pereira, irmão de Eduardo, foi condenado a 44 anos de prisão. 

Um outros envolvidos, Jacó Sousa, foi sentenciado a 30 anos de reclusão e foi assassinado ao sair no regime semi-aberto.

Já Diego Rego Domingues foi liberado para cumprir a pena de 26 anos e seis meses no regime semiaberto. Fernando de França Silva Júnior, foi condenado a 30 anos de prisão. Luan Barbosa Cassimiro deve cumprir 27 anos de reclusão e José Jardel Sousa Araújo foi condenado a 27 anos.

Os adolescentes já cumpriram medida socioeducativa no Lar do Garoto, no município de Lagoa Seca, Agreste do estado.

COMPARTILHE

Bombando em Paraíba

1

Paraíba

Deputado Luciano Cartaxo é internado após passar mal em João Pessoa

2

Paraíba

Fifa escolhe o Brasil para sediar Copa do Mundo Feminina de 2027

3

Paraíba

Julgamento do governador do Rio é suspenso após relator votar pela cassação

4

Paraíba

Assessoria de Luiz Couto rebate sugestão de aposentadoria feita por Jackson Macêdo: “gerador de conflitos”

5

Paraíba

Sem ganhador, Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 30 milhões