Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Em João Pessoa

Ministério Público Federal denuncia Gilberto Carneiro e mais nove investigados por desvio de recursos no 'Jampa Digital'

Na denúncia do MPF-PB consta o valor de prejuízo estimado em R$ 3.451.396,09 aos cofres públicos. Contra denunciados pesam acusações de peculato, lavagem de dinheiro e outros crimes.

As investigações apontam que houve superfaturamento na compra de produtos e desvio de recursos no projeto Jampa Digital. (Foto: Walla Santos/ClickPB/Arquivo)

Por

O Ministério Público Federal na Paraíba denunciou o ex-secretário de Administração de João Pessoa, Gilberto Carneiro, e outros nove investigados no caso Jampa Digital. O programa de implantação de uma plataforma de convergência social e digital de João Pessoa, que ofereceria, por exemplo, wi-fi grátis pela Capital, tornou-se alvo de escândalo e denúncia sobre desvio de recursos públicos. Essa denúncia foi assinada e protocolada pelo procurador Victor Carvalho Veggi.

Segundo apurou o ClickPB, foram denunciados Gilberto Carneiro, além de Celso da Silva Santos, Cristiano Galvão Brochado da Silva, Dilson José de Oliveira Leão, Francisco Adrivagner Dantas de Figueiredo, Francisco Antônio Caminha, José Antônio Caminha, Mário Wilson do Lago Júnior, Paulo de Tarso Araújo Souza e Thiago Menezes de Lucena Claudino.

Na denúncia do MPF-PB consta o valor de prejuízo estimado em R$ 3.451.396,09 aos cofres públicos. Contra os denunciados pesam as acusações de peculato, lavagem de dinheiro e outros crimes.

As investigações apontam que houve superfaturamento na compra de produtos e desvio de recursos no projeto Jampa Digital. Ele teve orçamento de R$ 6,2 milhões, sendo R$ 4,7 do Ministério da Ciência e Tecnologia e R$ 1,5 milhão da Prefeitura de João Pessoa. Consta em denúncia que parte dos recursos foram desviados para financiamento de campanha do então prefeito Ricardo Coutinho para o cargo de governador, em 2010. A Controladoria Geral da União (CGU)  e a Polícia Federal apontaram aquisição de equipamentos com "preços inadequados".

O inquérito tramitava no Supremo Tribunal Federal (STF) por causa da prerrogativa de foro do ex-deputado federal Rômulo Gouveia. Com a morte de Rômulo, o caso passou para a primeira instância. Pesou também a exoneração de Gilberto Carneiro do cardo de procurador Geral do Estado e consequente perda do foro privilegiado.

Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal ClickPB não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.

Destaque

ir para editoria →

Taxa de transmissão de covid-19 na Paraíba cresce e atinge 1,3; número preocupa Secretaria de Saúde

Após aumento da Covid-19, Patos cria força tarefa que poderá cassar licenças de funcionamento de estabelecimentos com aglomerações

Após pleito, prefeito reeleito de Picuí sanciona lei aprovada na Câmara que aumenta salários de vereadores, secretários e dele mesmo

Ibama detecta 287 hectares de área desmatada no bioma caatinga na Paraíba