Novidade que vem por aí

A Rede Click vai trazer muitas novidades. Você vai poder enviar notícias através do VCnoClick, anunciar gratuitamente seus produtos e serviços no Click Classificados e concorrer a prêmios com o Click Vantagens.

Deixe seu contato e seja um dos primeiros a ser avisado quando a Rede Click entrar no ar!

Por favor insira um e-mail válido
Contato registrado com sucesso!

Paraíba

Editoria sobre Paraíba ir para editoria →

Indeferido

Ministra do STJ nega habeas corpus para Coriolano Coutinho vender batatas em Bananeiras

A defesa de Coriolano Coutinho afirmou que o sustento dele depende das vendas de gado e batata.

Coriolano Coutinho não obteve autorização para morar em sítio em Bananeiras (Foto: Reprodução)

Por

A ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Laurita Vaz, negou habeas corpus para que Coriolano Coutinho, irmão do ex-governador Ricardo Coutinho e preso na Operação Calvário, vá trabalhar no comércio de gado e batatas em Bananeiras, no Brejo paraibano. Confira abaixo o documento da decisão obtido pelo ClickPB.

No pedido, a defesa de Coriolano Coutinho informou que parte da renda dele provém do comércio informal de gado e batatas que são criados e cultivados em um sítio que ele possui em Bananeiras. Os advogados afirmam que é imprescindível a presença de Coriolano na granja para prover o sustento de sua família.

Na decisão, a ministra considerou que apesar de comprovar a propriedade da granja, a defesa de Coriolano não indicou, no pedido originário, a atividade econômica exercida no local. Ela afirmou ainda que a flexibilização das medidas cautelares nesse momento poderia ser nociva à investigação em andamento. Por fim, a relatora disse que não há comprovação de prejuízo para Coriolano por estar cumprindo as medidas em João Pessoa, especialmente no período noturno, que é quando ele precisa estar em casa.

LEIA TAMBÉM:



Compartilhe:

Comentários (0)

Comentar

Destaque

ir para editoria →

Secretaria de Saúde realiza busca ativa para aplicação de vacinas nesta terça-feira, em Campina Grande

Prefeitura vacina público com segunda dose das vacinas Astrazeneca e Coronavac nesta terça-feira

Prefeito de Cajazeiras, José Aldemir, tira licença de 15 dias para tratamento contra a Covid-19

Em ritmo de quadrilha junina, paciente que se recuperou da Covid-19 recebe alta em Hospital de Cajazeiras